Saiba preparar o peixe de forma saudável na Sexta-feira Santa

Peixe

Atenção é primordial desde a compra até o armazenamento. Veja também os benefícios e malefícios desse alimento

Tradicionalmente, a Páscoa não é só a data que celebra a ressurreição de Jesus Cristo. O evento, comemorado nesta semana, também se destaca por sua gastronomia e pela fartura de alimentos. Com tanto peixe disponível para compra, é importante conhecer seus benefícios e malefícios e a melhor maneira de consumi-los.

Carro-chefe da Sexta-feira Santa, o peixe pode ser servido de muitas formas. Mas é preciso ter cuidado ao comprar e preparar o alimento para evitar infecções. É sempre bom observar as condições de higiene do estabelecimento que será feita a compra e verificar se o pescado está sendo mantido em uma temperatura entre 0ºC e 2ºC.

Além disso, é importante notar se as embalagens estão sujas, amassadas ou abertas. E se informações como data de validade, local de origem, nome do produto, lista de ingredientes e conteúdo líquido estão nos rótulos. Ao chegar em casa, é ideal que os peixes sejam congelados inteiros, ainda na embalagem.

Na hora de preparar, é importante tirar as vísceras e escamas da peça inteira e verificar a quantidade de sal que os alimentos possuem, pois alguns peixes podem causar um aumento da pressão arterial.

É possível dessalgar uma boa quantidade deles colocando o pescado em uma bacia com água por 24 horas na geladeira, fazendo a troca da água de 4 em 4 horas. Após o consumo, o peixe só pode ficar na geladeira por um dia. No congelador, pode ser preservado por três meses, caso o alimento não seja temperado.

Vale lembrar os diversos benefícios nutricionais dos peixes, que são ricos em ômega 3 e outros ácidos graxos, eles ajudam a diminuir os riscos de doenças cardiovasculares, câncer e diabetes. Além disso, são boas formas de preservar neurônios e melhorar a atenção, trazendo assim benefícios para a memória.

Os pescados também são bons para a pele, pois ajudam em sua elasticidade, retardam o envelhecimento e previnem doenças. E para a visão, por ajudar a controlar os sintomas da síndrome do olho seco. Os peixes mais saudáveis são os mais gordurosos, como o salmão, truta, atum, tilápia e bacalhau.

Evite fritá-los, pois isso pode afetar o valor nutricional do alimento. O consumo em excesso também deve ser evitado para não haver um aumento muito grande nos níveis de ômega 3.

Olá!

Este é o blog Vida Saudável, um espaço focado nas melhores dicas e informações sobre saúde e bem-estar, tudo com a assinatura da gestão Pró-Saúde.

Aproveite!


Últimos posts

Ampliar fonte
Contraste