Quando a intoxicação alimentar exige internação?

Anitta

Recentemente, a cantora Anitta foi hospitalizada com a doença; conheça os sintomas e as principais formas de contaminação

Na última semana, a cantora Anitta ficou internada por quatro dias em decorrência de uma intoxicação alimentar. Conhecida também como infecção gastrintestinal ou gastroenterocolite aguda, trata-se de uma infecção que afeta o estômago e o intestino.

Na maioria dos casos, não há necessidade de internação hospitalar e a doença pode ser tratada em casa mesmo, por meio de repouso, ingestão de líquidos e remédios para náusea.

No geral, a recuperação é rápida e acontece em até dez dias. No entanto, casos mais graves podem ocasionar complicações que demandam internação e maiores cuidados.

Foi o caso da artista, onde a intoxicação alimentar causou um quadro de desidratação, baixa concentração de água, sais minerais e líquidos no corpo, o que impede a realização de funções básicas do organismo.

A situação é comum em casos com diarreia e vômitos persistes, sendo necessária realizar a internação do paciente, com o uso de medicamentos nas veias para controlar náuseas, vômitos e repor o líquido e os nutrientes perdidos, além de antibióticos caso a intoxicação seja causada por bactérias. Sem o tratamento adequado, o quadro de saúde pode se agravar, causando infecção grave, insuficiência renal e até mesmo convulsões.

Apesar de ter diferentes origens, a doença é decorrente da ingestão de água ou alimentos contaminados, podendo ocorrer por conta de bactérias, vírus, parasitas ou ainda por fungos ou produtos químicos. Em crianças e idosos, os casos de intoxicação tentem a ser mais graves e demandam atenção. Confira os principais sintomas:

> Náusea;
> Vômitos;
> Dores abdominais ou cólicas;
> Diarreia aquosa;
> Febre.

Nos casos mais graves, também pode ocorrer:

> Desidratação (causa sede excessiva, boca seca, dificuldade para urinar, fraqueza e tontura);
> Perda de peso;
> Queda de pressão arterial;
> Insuficiência dos rins (casos mais raros).

Para todos os casos de intoxicação alimentar, é importante buscar atendimento médico. Os sintomas podem começar após algumas horas, alguns dias ou até mesmo semanas – apensar de ser menos comum – da infecção. As principais formas de contaminação são:

> Peixe cru ou frutos do mar;
> Carnes ou ovos mal cozidos;
> Alimentos preparados em utensílios sem a higienização necessária;
> Água não tratada;
> Derivados de leite (iogurtes, queijos, entre outros);
> Alimentos que contem maionese sem o armazenamento correto na geladeira.

A contaminação pode ocorrer durante o preparo e manuseio dos alimentos, ou ainda em decorrência das condições de conservação e armazenamento. Por isso, fique atento ao que está ingerindo, higienize bem as mãos e, ao notar qualquer um dos sintomas, busque atendimento médico!

Foto: Divulgação

Olá!

Este é o blog Vida Saudável, um espaço focado nas melhores dicas e informações sobre saúde e bem-estar, tudo com a assinatura da gestão Pró-Saúde.

Aproveite!


Últimos posts

Ampliar fonte
Contraste