O que é o ômega 3 e quais os seus benefícios?

Peixe

Trata-se de uma gordura que não é produzida pelo organismo, encontrada principalmente nos peixes. Fique atento, o uso de suplemento de ômega 3 é indicado apenas em casos específicos

Em meados de 1970, uma pesquisa apontou que esquimós na Groenlândia apresentavam baixa incidência de doenças cardiovasculares, atribuindo o fato ao consumo de uma gordura específica: o ômega 3. Isso porque a dieta deles era composta principalmente por peixes, baleias e focas, fontes naturais da substância. Apesar de estudos posteriores colocarem em cheque a eficiência desse lipídio, o consumo de suplementos de ômega 3 se popularizou em todo o mundo.

Assim como algumas vitaminas, o ômega 3 não é produzido pelo organismo, por isso, precisa ser consumido. O nutriente é uma gordura poli-insaturada, que chegou a ser conhecido como “gordura do bem”. Por possuir três tipos de ácidos graxos (ALA, EPA e DHA), além da saúde do coração, ele atua como um anti-inflamatório no corpo e traz outros benefícios como:

– Diminuição do colesterol;
Regulação da pressão arterial;
– Alívio para os sintomas da artrite reumatoide;
– Apoio no funcionamento da retina, logo é bom para visão;
– Ajuda na produção de hormônios relacionados ao humor e ao bem-estar;
– Ajuda no combate à obesidade;
– Melhora o desempenho do cérebro.

Mas fique tranquilo, para consumir o ômega 3 não é preciso comprar nenhuma cápsula, já que ele está presente em peixes de água fria como sardinhas, salmão e atum, e em outros alimentos como algas marinhas, chia e linhaça. A Organização Mundial da Saúde (OMS) recomenda o consumo de duas porções de peixe por semana, o que fornece de 200mg a 500mg dos ácidos, quantidade suficiente.

Quando o ômega 3 é consumido em excesso, principalmente por conta do uso sem supervisão de suplementos, há riscos de sangramentos, redução das respostas do sistema imunológico à inflamações e aumento dos níveis de colesterol.

Em gestantes, apesar do ômega 3 ser benéfico para fortalecer o bebê e diminuir os riscos de partos prematuros, é preciso muito cuidado em relação à quantidade, já que o consumo exagerado pode causar problemas no feto.

Por isso, cuidado ao optar pela suplementação. O consumo não e indicado para portadores de hemofilia e pessoas com próteses cardíacas. Lembre-se, as cápsulas de ômega 3 só devem ser consumidas quando receitadas por um nutricionista. Também é necessário ficar atento à origem do produto, já que fraudes são comuns.

Olá!

Este é o blog Vida Saudável, um espaço focado nas melhores dicas e informações sobre saúde e bem-estar, tudo com a assinatura da gestão Pró-Saúde.

Aproveite!


Últimos posts

Ampliar fonte
Contraste