Home » Novembro Azul: Mês de prevenção ao câncer de próstata
Novembro Azul

Novembro Azul: Mês de prevenção ao câncer de próstata

Conheça os principais sintomas e exames para detecção da doença

O Novembro Azul é uma campanha de alcance mundial, sobre a conscientização para o controle do câncer de próstata. No Brasil, a campanha ocorre anualmente, com o objetivo de promover acesso às informações sobre a doença, desconstruindo o tabu a respeito do exame de toque e estimulando o diagnóstico precoce, que contribui para a redução de mortes.

De acordo com o Inca (Instituto Nacional de Câncer), o câncer de próstata é um tumor que acomete a glândula do sistema reprodutor masculino, localizada abaixo da bexiga e à frente do reto. Alguns tumores podem se espalhar de forma rápida, entretanto, a maioria se desenvolve lentamente levando até 15 anos para atingir 1 cm³.

Entre os países da América Latina, o Brasil lidera as taxas de incidência, prevalência e mortalidade do câncer de próstata, apresentando 48,9% de mortes em homens na faixa etária acima de 50 anos, e 48,6% de óbitos em homens acima de 65 anos, segundo a Agência Internacional de Pesquisa sobre o Câncer.

Em fase inicial, o câncer de próstata apresenta uma evolução silenciosa sem apresentar sintomas na maioria dos casos. Porém, em estágio avançado, podem surgir sintomas como:

• Dificuldade para urinar;
• Sensação de não conseguir esvaziar a bexiga ;
• Hematúria (sangue na urina);

Os sintomas abaixo representam a evolução grave da doença:

• Dor óssea;
• Infecção generalizada;
• Insuficiência renal.

Detecção precoce

A detecção precoce pode ser feita por exames clínicos, laboratoriais, endoscópicos ou radiológicos de pessoas com sinais e sintomas da doença, ou que façam parte de grupos com maior chance de ter o câncer, como aquele que apresentam histórico familiar. No caso do câncer de próstata, os principais exames para detecção precoce são o de sangue e de toque retal (exame de toque).

Pandemia

Além do tabu presente no exame de toque, outro ponto que dificultou o processo de redução de novos casos do câncer de próstata foi a pandemia do coronavírus. Durante esse período, a quantidade de procedimentos para diagnósticos feitos no SUS (Sistema Único de Saúde), caíram 20% em 2020, segundo o Sistema de Informações Ambulatoriais do Ministério da Saúde.

Ao mesmo tempo, o número de consultas à urologistas no SUS caiu 33,5%, enquanto a quantidade de biópsias, essencial para o diagnóstico da doença, apresentou redução de 21% em relação ao ano anterior. O que chama a atenção para o cuidado com a saúde do homem, uma vez que afasta o paciente da detecção precoce para o câncer de próstata.

Para mais informações e dicas sobre a prevenção, diagnóstico e tratamento do câncer, fique ligado no Blog Vida Saudável e nas redes sociais da Pró-Saúde!

Ampliar fonte
Contraste
Voltar para o topo da página - Pró-Saúde