Entenda o transtorno bipolar, seus sintomas e tratamento

O distúrbio, caracterizado por fases de euforia e depressão, atinge cerca de oito milhões de pessoas no Brasil

Presente em cerca de 4% da população adulta mundial, o transtorno bipolar é marcado pela alternância, às vezes de imediato, entre episódios de depressão e euforia. Essas crises podem variar em intensidade, duração e frequência — existem quatro tipos diferentes do distúrbio.

Segundo a Associação Brasileira de Transtorno Bipolar (ABTB), aproximadamente 8 milhões de brasileiros convivem com o problema. As primeiras crises costumam ser em pessoas na faixa dos 20 a 30 anos.

As causas ainda não são clara, mas estudos apontam que o distúrbio pode estar relacionado a fatores genéticos, alterações no cérebro e em hormônios do humor.

Algumas condições aumentam as chances de surgimento do transtorno bipolar em quem tem predisposição. São elas: estresse prolongado, problemas na tireoide, uso de remédios que inibem o apetite, mulheres durante a amamentação e episódios frequentes de depressão.

A depressão durante as crises do transtorno bipolar é caracterizada por:

  • Alterações de apetite;
  • Fadiga;
  • Apatia;
  • Tendência a se isolar;
  • Ansiedade e irritabilidade;
  • Agitação;
  • Pensamentos recorrentes de morte ou suicídio (mais comuns no transtorno bipolar tipo 1, o mais grave).

Já os períodos de euforia, chamados de mania ou hipomania (versão mais leve), envolvem:

  • Grande agitação;
  • Aumento da autoconfiança e otimismo exagerado;
  • Pensamento acelerado;
  • Disposição para realizar diversas coisas ao mesmo tempo sem conseguir terminá-las;
  • Diminuição da necessidade de sono;
  • Irritação.

O transtorno bipolar não tem cura, mas pode ser controlado. O tratamento inclui o uso de diversos medicamentos, além de acompanhamento com psicólogo e psiquiatra e mudanças no estilo de vida (desenvolvimento de hábitos saudáveis na alimentação, no sono e redução do estresse).

O diagnóstico do transtorno bipolar é clínico, dado por profissionais de saúde mental. Em geral, ele leva dez anos para ser concluído, porque pode ser confundido com outros distúrbios como ansiedade, depressão, esquizofrenia e síndrome do pânico. Ao identificar os sintomas, procure seu médico!

Olá!

Este é o blog Vida Saudável, um espaço focado nas melhores dicas e informações sobre saúde e bem-estar, tudo com a assinatura da gestão Pró-Saúde.

Aproveite!


Últimos posts

Ampliar fonte
Contraste