Dores no peito podem indicar outras doenças além do infarto

Datena

Saiba diferenciar as principais causas dessas dores e descubra quando é necessário buscar ajuda médica

Neste domingo (25), o apresentador José Luiz Datena foi internado após sentir fortes dores no peito. Após algumas horas no hospital foi relatado que ele havia sofrido um infarto. É comum associar imediatamente esse sintoma à doença, mas você sabia que as dores podem ter diversas outras causas?

Características como intensidade, local e se acompanham outros sintomas variam conforme o quadro de saúde. O mais importante é procurar ajuda médica imediatamente caso as dores sejam intensas.

Mesmo se esses sintomas forem leves porém frequentes, eles não devem ser ignorados, pois podem indicar um problema de saúde mais grave. Nesses casos é fundamental consultar um clínico geral ou um cardiologista.

Além das doenças cardiovasculares, como o infarto, as dores no peito podem surgir por conta de distúrbios psiquiátricos, distensões musculares e de doenças que afetam o esôfago, estômago, caixa torácica e pulmões.

Conheça 5 das causas mais comuns dessas dores:

– Angina do Peito ou Infarto: As dores no peito podem durar até 20 minutos. Ocorrem na região do tórax com muita força e essa dor também pode ser sentida nos ombros, nos braços, queixo e até no abdômen. Geralmente ela está acompanhada por um suor frio excessivo, falta de ar e palidez.

Ansiedade: As crises deste transtorno psicológico podem acompanhar diversos sintomas físicos. Logo, as dores no peito também costumam acompanhá-los. Falta de ar, palpitação, suor excessivo, náusea e tremor do corpo são comuns.

– Problemas Digestivos: Em fortes azias, gastrites, problemas no pâncreas, entre outros, as dores no peito podem ocorrer. Isso acontece por conta da sensação de queimação e ardor, similar a de uma cólica, que muitas vezes é confundida com um infarto.

– Dores Musculares: Após exercícios físicos intensos, como na musculação, o corpo pode reagir com dores pós-treino. O perigo acontece quando a pessoa se esforça muito além do limite ou passa por um grande estresse. Nesses casos há dificuldade de movimentar membros do corpo que acompanham dores intensas na região peitoral e em outros locais

– Problemas Respiratórios: O desconforto é comum em pneumonias ou embolias pulmonares. Nessas doenças graves, as dores são apenas mais um dos diversos sintomas, como febre, falta de ar, tosse constante, enjoos, entre outros.

Foto: Reprodução/ Instagram

Olá!

Este é o blog Vida Saudável, um espaço focado nas melhores dicas e informações sobre saúde e bem-estar, tudo com a assinatura da gestão Pró-Saúde.

Aproveite!


Últimos posts