Profissionais do Hospital Estadual de Urgência e Emergência recebem orientações sobre o coronavírus

Os profissionais da urgência, emergência e recepção receberam esclarecimentos sobre a doença pela equipe de Controle de Infecção Hospitalar da unidade. Na China, o número de casos confirmados do Covid-19 ultrapassa a marca de 60 mil

Como medida de prevenção ao coronavírus (Covid-19), o Serviço de Controle de Infecção Hospitalar (SCIH), do Hospital Estadual de Urgência e Emergência (HEUE), em Vitória (ES), iniciou nesta quarta-feira, 12, orientações e esclarecimentos para a equipe assistencial da Urgência e Emergência (pronto-socorro) e profissionais que atuam nas recepções da unidade.

O objetivo do treinamento é garantir a segurança dos pacientes e colaboradores, além de auxiliar no combate e controle da doença. Na China, o Covid-19 já causou 1.381 mortes e ultrapassou a marca de 60 mil casos confirmados. A doença também atingiu outros 24 países com 505 casos. De acordo com o Ministério da Saúde, até o momento não há nenhum caso confirmado do vírus no Brasil.

Durante as orientações no HEUE, unidade gerenciada pela Pró-Saúde sob contrato de gestão com a Secretaria de Estado da Saúde (SESA), o SCIH apresentou o fluxo de atendimento, orientou sobre o uso de máscara, alocação de paciente em espaço de isolamento, notificação dos casos suspeitos, imediata coleta de exames para descartar a doença, além de acionar o Núcleo Interno de Regulação (NIR) do hospital, que será responsável em acionar e solicitar a transferência do paciente para o hospital referência, conforme estabelecido pelo Governo do Estado do Espírito Santo.

“É importante observar se o paciente apresenta febre constante e tosse, dificuldade para respirar e histórico de viagem para a China, ou contato com alguém que tenha ido nos últimos 14 dias. É indispensável que todas as medidas de prevenção sejam adotadas, com objetivo de garantir a segurança dos profissionais, a do paciente que apresenta sintomas da doença e dos demais frequentadores do hospital”, explicou Thaís Rossato Lenke, que integra a equipe do Serviço de Controle de Infecção Hospitalar.

O que é o coronavírus?

O coronavírus é uma família de vírus que causam infecções respiratórias. O novo agente (nCoV-2019) do coronavírus foi descoberto em 31/12/19 após casos registrados na China, que já registrou mais mil mortes provocadas pela doença. A Organização Mundial da Saúde (OMS) declarou emergência de saúde pública global por conta da epidemia e, recentemente, definiu a nomenclatura da nova cepa do coronavírus como Covid-19.

Entre os sintomas estão: febre e sintomas respiratórios como tosse, dor de garganta e dificuldade em respirar. Em casos mais graves, há registro de pneumonia, síndrome respiratória aguda grave, insuficiência respiratória e sepse. É importante estar atento para casos de histórico de viagem para China nos últimos dias.

Ampliar fonte
Contraste