Home » Hospital Madre de Dio participa do II Simpósio de Fisioterapia do Crefito-8
Hospital Madre de Dio

Hospital Madre de Dio participa do II Simpósio de Fisioterapia do Crefito-8

O evento marcou o 30º aniversário do Conselho Regional de Fisioterapia e Terapia Ocupacional da 8ª Região

Na última semana, a fisioterapeuta e responsável Técnica do Hospital Madre de Dio (HMD), Fernanda Pumi Alliana, participou como palestrante do II Simpósio de Fisioterapia e Terapia Ocupacional do Conselho Regional de Fisioterapia e Terapia Ocupacional da 8ª Região (Crefito-8).

O convite para o evento foi feito pela presidente do Crefito-8, Patricia Rossafa Branco, que cumpriu agenda na região Oeste paranaense no início de novembro. O simpósio marcou o 30º aniversário do Conselho.

Com o tema “Fisioterapia e Terapia Ocupacional no Enfrentamento à Covid-19”, Fernanda discutiu casos do setor de fisioterapia do Hospital Madre de Dio durante o período de pandemia do novo coronavírus.

Para Rodrigo Fauth, diretor Hospitalar do Madre de Dio, durante a pandemia, esses profissionais que atuam em ambiente hospitalar ficaram ainda mais em evidência. “A temática do II Simpósio do Crefito-8 só confirma essa percepção, principalmente no que diz respeito a importância das técnicas de reabilitação promovidas pela fisioterapia na intervenção de pacientes em tratamento intensivo”, destaca.

Atualmente, a equipe de fisioterapia do HMD é composta por quatro profissionais, e realizou, entre janeiro e outubro deste ano, mais de 17 mil atendimentos.

No decorrer da palestra, Pumi reafirmou o papel dos fisioterapeutas durante o período mais conturbado desses quase dois anos. “A fisioterapia sempre teve sua importância na reabilitação dos pacientes, e ganhou mais destaque durante a pandemia do novo coronavírus, por se tratar de uma doença respiratória que deixa diversas sequelas no organismo. Esses profissionais foram essenciais para o reestabelecimento da função respiratória e motora dos pacientes”, afirma.

Além de compartilhar a experiência do HMD, a participação no Simpósio foi uma oportunidade de conhecer a realidade de outras instituições de saúde do Paraná e do Brasil, e um momento de atualização de conhecimento sobre as práticas da área da fisioterapia no ambiente hospitalar.

“Compartilhar no simpósio a experiência da atuação dos profissionais de fisioterapia do Madre de Dio durante todo o período da pandemia foi um momento ímpar. Destaco ainda, a oportunidade que tivemos de ouvir de colegas de profissão de outras entidades os enfrentamentos e dificuldades que tiveram durante a pandemia. O ganho na discussão foi muito maior”, finaliza Fernanda.

Considerado um dos hospitais mais avançados do Estado paranaense, o Madre de Dio tem capacidade para 304 leitos, além de possuir cinco salas cirúrgicas, pronto atendimento completo e departamento de imagem com oferta de exames de alta complexidade. A unidade é gerenciada pela Pró-Saúde, uma das maiores entidades filantrópicas de administração hospitalar do país.

Ampliar fonte
Contraste
Voltar para o topo da página - Pró-Saúde