Encerramento do “Janeiro Branco” é marcado por roda de conversa e trocas de experiências no Oncológico Infantil Octávio Lobo

Hospital Oncológico Infantil

Relatos de experiências compartilhados serviram para compreender a importância de cuidar da saúde mental

O início do ano foi marcado por uma importante campanha sobre os cuidados com a saúde mental. No Hospital Oncológico Infantil Octávio Lobo, localizado em Belém, o “Janeiro Branco” foi encerrado, mas os cuidados permanecem durante todo o ano.

Nos dias 28 e 29 de janeiro, os profissionais de diferentes áreas de atuação do Oncológico Infantil estiveram reunidos em uma roda de conversa sobre saúde mental no contexto da pandemia. A ação foi executada pela área de Recursos Humanos com o apoio do setor de Humanização do hospital.

Com o intuito de compartilhar experiências entre os profissionais, o encontro possibilitou exemplos de como o apoio psicológico é fundamental. Entre essas histórias está o caso de Ildilane Carvalho, enfermeira da Agência Transfusional do Oncológico Infantil.

Ela conta que, em 2018, passou por complicações de saúde, chegando a ficar em coma durante 7 dias por ter sido infectada com o vírus da gripe H1N1. Mesmo com sérios riscos de morte e até com a paralisação de alguns órgãos, ela conseguiu se recuperar.

Ao receber alta, retornou à “normalidade”, mas os aspectos profissionais, pessoais, emocionais se encontravam desestruturados. A partir desse momento, foi quando decidiu procurar apoio psicológico.

Ildilane revela que “foi decisivo”, mas que precisou viver um dia de cada vez e saber o que ela mesma esperava de si. “Aprendi que precisamos ter atitudes para de fato nos conhecermos. Quando você não se conhece nada faz sentido; sinto-me iluminada por tudo que aconteceu e sou grata pela ajuda que recebi”, disse.

A psicóloga Camyla Moreira explica que o desenvolvimento de ações alusivas ao mês da campanha proporcionam uma conscientização maior sobre a saúde mental. “Precisamos cuidar de quem cuida de nossos pacientes e quando a gente promove essa atenção também estimula o autocuidado, isso reflete diretamente na qualidade dos serviços oferecido à população e sobretudo no bem-estar do próprio ambiente”, destacou.

O Hospital Oncológico Infantil Octávio Lobo é uma unidade do Governo do Pará, gerenciada pela Pró-Saúde, entidade filantrópica que realiza a gestão de serviços de saúde e administração hospitalar há mais de 50 anos.

O trabalho do hospital é referência no tratamento de crianças e adolescentes com câncer entre 0 e 19 anos, e atende cerca de mil pacientes por mês, com origem de municípios do Pará e estados vizinhos como o Amapá.

Em 2020, o hospital realizou 321.347 mil atendimentos, entre serviços ambulatoriais, consultas, exames, cirurgias, quimioterapias, dentre outros. O índice de satisfação alcançou 97,66% entre os pacientes e acompanhantes.

No ano passado, o hospital conquistou mais uma vez o selo de Acreditado com Excelência, concedido pela Organização Nacional de Acreditação (ONA).
A avaliação da unidade é realizada por auditoria externa, sendo o certificado válido por um ano.

O reconhecimento é prestado às instituições de saúde do país que apresentam uma gestão integrada e uma assistência segura e de qualidade aos pacientes.

Ampliar fonte
Contraste