Doe Sangue, Salve Vidas: Hospital Madre de Dio alerta sobre a importância da doação de sangue

Doação de Sangue

A sensibilização é um ato importante, considerando que apenas 1,8% da população brasileira doa sangue regularmente

No dia 25 de novembro é celebrado o Dia Nacional do Doador de Sangue. A data que homenageia a atitude solidária, visa também sensibilizar a população para a importância do gesto, uma vez que, segundo dados do Ministério da Saúde, apenas 1,8% da população brasileira doa sangue regularmente. Cabe destacar que em algumas regiões do Brasil, os números de doações caíram até 50% durante a pandemia.

Doar sangue é uma ação solidária e pode salvar a vida de muitas pessoas. As doações auxiliam a manter os estoques de plaquetas e ajudam no controle de sangramentos e tratamentos de doenças.

É importante lembrar que o procedimento para a doação é quase indolor e o material retirado não fará falta ao doador, pois o organismo repõe o sangue retirado automaticamente após a doação.

Na última sexta-feira (26), uma equipe de colaboradores do Madre de Dio se mobilizou e esteve no Hemonúcleo de Foz do Iguaçu para realização de doação de sangue.

“Ações desse tipo são muito importantes, não só para o nosso círculo social, mas para a sociedade como um todo. Se cada um fizesse uma única doação de sangue por ano, certamente os estoques dos bancos de sangue não estariam sempre no limite. É justamente por isso, que é muito importante cada um fazer a sua parte. Nós fizemos e estamos felizes por isso”, comenta Estefhani Tscha Serapio Ferreira, auxiliar Administrativo do Madre de Dio e organizadora da ação.

Considerado um dos hospitais mais avançados do Estado paranaense, o Madre de Dio tem capacidade para 304 leitos, além de possuir cinco salas cirúrgicas, pronto atendimento completo e departamento de imagem com oferta de exames de alta complexidade. A unidade é gerenciada pela Pró-Saúde, uma das maiores entidades filantrópicas de administração hospitalar do país.

Quer ser um doador? Veja abaixo os requisitos necessários:

De acordo com o Ministério da saúde, podem doar sangue qualquer pessoa com idades entre 16 e 69 anos, que pesem mais de 50 kg. Pessoas que apresentem febre, gripe, resfriado, diarreia, grávidas e mulheres no pós-parto não podem doar até que estejam com a saúde estabilizada.

Além de estar com bom estado de saúde, o Ministério da Saúde orienta sobre alguns passos que são importantes seguir na hora de doar sangue, veja:

– É importante que o doador esteja alimentado, mas que evite ingerir alimentos gordurosos três horas antes da doação de sangue.
– Se a doação ocorrer após o almoço, o voluntário deve aguardar pelo menos duas horas antes de doar.
– É importante que o doador tenha dormido pelo menos seis horas nas 24 horas que antecedem a doação.
– Candidatos entre 60 e 69 anos só poderão doar caso já tenham feito antes dos 60 anos.
– O doador não pode apresentar fatores de risco ou histórico de doenças infecciosas (hepatites, doença de chagas, sífilis, Aids, HIV e HTLV).
– A frequência máxima de doações de sangue para homens é de quatro por ano e para mulheres de três anuais.
– O intervalo mínimo entre uma doação de sangue e outra é de no mínimo dois meses para os homens, e de três meses para as mulheres.

Os candidatos que quiserem doar sangue podem procurar uma unidade de coleta – como os Hemocentros –, que checarão se os voluntários atendem aos requisitos e estão aptos à doação. O procedimento para doação de sangue é simples e seguro.

As demandas de doação de sangue e medula óssea da região de São Miguel do Iguaçu estão sob a responsabilidade do Hemonúcleo de Foz do Iguaçu. Informações sobre horários de atendimento e esclarecimentos sobre requisitos podem ser tirados pelo telefone (45) 3576-8020 ou no local, na Av. Gramado, 580, Vila “A”, Foz do Iguaçu – PR.

Adotar uma cultura solidária de doação regular de sangue é uma atitude humana e ajuda a manter os estoques sempre abastecidos. Doar sangue é uma atitude que não deve ser apenas realizada em datas comemorativas ou quando um familiar ou amigo necessite. Doar sangue salva vidas e deve ser uma ação constante.

Ampliar fonte
Contraste