Home » Veja as principais causas da tontura e saiba combatê-las
Tontura

Veja as principais causas da tontura e saiba combatê-las

Sintoma está presente em diversas doenças e pode ser prevenido com hábitos saudáveis. Descubra o momento de buscar ajuda

Descrita na medicina como a sensação de estar prestes a desmaiar ou como uma vertigem, quando tudo ao redor parece girar, a tontura pode indicar algo de errado com a sua saúde. Esse sintoma, comum para diversas doenças, afeta 40% das pessoas com mais de 40 anos, de acordo com os Manuais MSD, plataforma internacional de informações médicas.

O portal ainda aponta que a tontura representa de 5 a 6% de todas consultas com médicos. Ela pode acompanhar náusea, vômito e sonolência. E também sinais graves como perda de equilíbrio, dificuldades na fala, dores de cabeça e no pescoço. Por muitas vezes o sintoma desaparece em instantes, ou melhora após a pessoa deitar.

Se a tontura acontecer de forma constante por mais de um mês, a orientação é buscar um clínico geral, neurologista ou otorrinolaringologista. Em episódios que o sintoma permaneça de forma intensa, e acompanhe os sinais graves por mais de uma hora, é necessário ir ao hospital imediatamente.

O sintoma é mais frequente em idosos. Para tratá-lo é preciso conhecer suas causas, que podem ser muitas. São as mais comuns:

– Labirintite: Infecção bacteriana no ouvido interno que pode causar problemas auditivos;
– Alterações neurológicas causadas por doenças como AVC, Parkinson e Alzheimer;
– Queda da pressão arterial: Seja por levantar da cama ou da cadeira rapidamente, por problemas cardíacos ou como efeito colateral do uso de medicamentos;
Enxaqueca;
– Anemia;.
– Hipoglicemia (queda de açúcar no sangue);
Crises de ansiedade: acompanham falta de ar, tremores e formigamentos nas mãos e pés.

Para as mulheres, é preciso atenção, pois uma tontura de intensidade leve e acompanhada de enjoo e vômito pode indicar gravidez. Esse quadro é comum nas gestações e se inicia nas primeiras semanas, podendo ocorrer até o parto.

Algumas atitudes podem prevenir ou acabar com um episódio de tontura. São elas:

– Mudar de postura ao sentir o incômodo (exemplo: sentar após se sentir tonto em pé);
– Beber bastante água para evitar uma desidratação, que pode agravar o sintoma;
– Evitar o cigarro, bebida alcoólica, café e bebidas estimulantes em excesso;
– Praticar atividades físicas com frequência para evitar problemas metabólicos;
– Se alimentar adequadamente, evitando grandes quantidades de comida, além do sal e açúcar em excesso.

Ampliar fonte
Contraste
Voltar para o topo da página - Pró-Saúde