Home » Conheça quatro tipos comuns de açúcar e suas diferenças
Açúcar

Conheça quatro tipos comuns de açúcar e suas diferenças

No Minuto da Saúde desta semana, trazemos os riscos e benefícios deles. Existem versões mais saudáveis do que a mais comum

Ao substituir alguns itens da alimentação, é possível ter refeições mais saudáveis. O açúcar é um que se encaixa nessa categoria. Precisamos conhecer as diferentes opções que vão além de sua versão refinada, aquele branco e fino, o convencional. O nutriente deve ser consumido com moderação, mas é indispensável para nossa dieta.

O açúcar é fundamental para o funcionamento do cérebro, da retina e dos rins, pois é a forma mais rápida do corpo adquirir glicose, elemento essencial para nos dar energia. Contudo, o consumo em excesso é um risco para doenças crônicas, como o diabetes tipo 2, obesidade e cáries.

A OMS (Organização Mundial da Saúde) recomenda a ingestão de 25 gramas de açúcar por dia, o equivalente a 6 colheres de chá. Isso não diz respeito apenas ao que adicionamos no café ou suco, mas também a tudo que está contido nos alimentos que consumidos como chocolates e bolos.

Lembrando que qualquer tipo de açúcar, não deixa de ser açúcar. Então, se a pessoa está com restrição ao alimento, o consumo tem que ser diminuído ou retirado, independente de qual seja. As principais diferenças nos açúcares são os graus de refinamento e os componentes nutricionais. Não existe uma versão mais ideal.

Pensando em todo esse contexto, o **Minuto da Saúde** (inserir link: https://www.prosaude.org.br/vida-saudavel/90-dos-adultos-brasileiros-tiveram-herpes-entenda-a-doenca/) desta semana apresenta quatro tipos comuns de açúcar e suas particularidades. Trata-se de um quadro de vídeos curtos publicados semanalmente nas redes sociais da Pró-Saúde, sempre trazendo um profissional da instituição para tirar dúvidas sobre diferentes temas.

Nesta edição, quem participa é Elaine Caetano, nutricionista do Hospital 5 de Outubro, em Canaã dos Carajás (PA). Confira:

– Açúcar Refinado:
É o branco e fino, o mais conhecido. Ele passa por um grande processo industrial de refinamento, o que o faz perder todos seus nutrientes. Ainda são acrescentadas substâncias químicas que não trazem benefícios à saúde.

– Açúcar Mascavo: 
Extraído do caldo da cana de açúcar, ele não passa por refinamento. Conservando assim parte de seus nutrientes, como as **vitaminas do complexo B** (inserir link: https://www.prosaude.org.br/vida-saudavel/quais-os-principais-beneficios-das-vitaminas-no-organismo/).

– Açúcar Demerara:
Também é proveniente da cana. Porém, passa por refinamento, trazendo alterações físicas e de sabor.

– Açúcar de Côco:
É retirado da seiva do coqueiro e contém o menor índice de glicemia, logo, é o mais indicado para os diabéticos. Por ser pouco refinado, consegue preservar boa parte de seus nutrientes.

Assista ao vídeo abaixo:

Acompanhe as redes sociais da Pró-Saúde para mais informações!

Ampliar fonte
Contraste
Voltar para o topo da página - Pró-Saúde