Um líder sempre diz obrigado

Alcançar metas, valorização da equipe e até ajuda no próprio bem-estar são alguns dos exemplos que tornam a palavra “obrigado” tão importante para uma gestão de qualidade.

Um dos autores brasileiros mais importantes na área de administração de empresas e de recursos humanos, Idalberto Chiavenato, revela em um dos seus livros que as pessoas devem ser visualizadas como parceiras das organizações. Essa valorização é primordial no sucesso de resultados e no próprio crescimento empresarial.
Nesse sentido, em entrevista, o consultor Timothy Altaffer é ainda mais direto em sua análise. “Os funcionários não deixam más companhias – eles deixam, na realidade, os chefes ruins”, diz.

Um dos gestos mais simples no dia a dia, como dizer obrigado, tem um impacto ainda mais relevante do ponto de vista corporativo. Um gestor que não agradece seus profissionais por resultados positivos está sujeito a gerar mal-estar em sua própria equipe, com prejuízos emocionais e econômicos. No Dia do Obrigado, celebrado intencionalmente em 11 de janeiro, essa palavra de oito letras resulta em uma percepção importante sobre reconhecimento, ânimo e decisões no ambiente de trabalho.

A valorização profissional em pesquisa

A busca pela valorização do profissional tem sido estimulada por gestores de diferentes áreas. O intuito, além de um ambiente de trabalho com mais qualidade, é diminuir a perda de talentos e queda da produtividade. A relação entre contratados e contratantes é ainda mais nítida na pesquisa realizada pelo Instituto Locomotiva, e divulgada em 2017.
De acordo com a pesquisa, 56% dos trabalhadores com carteira assinada estão insatisfeitos com seu emprego. Ou seja, são 18,7 milhões de pessoas que mudariam de trabalho em troca de um ambiente mais agradável. Segundo o economista Renato Meirelles, a insatisfação gera prejuízos corporativos. “Todo o treinamento que a empresa investe nos funcionários deixa de existir quando ela perde este talento para alguma concorrência”, diz.

A gestão de qualquer organização empresarial passa pelo desempenho das pessoas, algo diretamente ligado à energia e satisfação que movem o trabalhador. A Pró-Saúde, entidade filantrópica com atuação na área de gestão hospitalar e com mais de 16 mil colaboradores em todo o País, se empenhou em mobilizar seus profissionais para responder à Pesquisa de Clima Organizacional no ano passado.

A pesquisa promovida pela Pró-Saúde é uma evolução organizacional com origem no termo Administração Científica, cunhado pelo americano Frederick Taylor, no início do século passado. Taylor pregava que o gerente precisa ter a compreensão ampla de cada integrante de sua equipe, não apenas em desempenho, mas questões subjetivas que envolvem caráter, natureza, limitações e potencial de desenvolvimento.

Esse interesse na opinião dos profissionais, promovido pela Pró-Saúde, vem ao encontro do resultado da pesquisa divulgada pelo Instituto Locomotiva. Nela, 96% das pessoas consideram importante que as empresas reconheçam seus funcionários e, 90% delas, consideram que este reconhecimento pode vir sob formas de elogios e homenagens, desde que seja uma atitude que valorize a entrega do trabalhador.

Dizer obrigado e combate ao estresse

O impacto de um obrigado no ambiente profissional auxilia inclusive no combate ao estresse. Para a psicóloga Rebeca Moreira, do Hospital Público Estadual Galileu, no Pará, agradecer é uma forma de reconhecer os aspectos positivos e até uma forma de dizer que o profissional e importante para equipe. “Dentro de um ambiente corporativo, a gratidão é um ato que deve ser rotina. É importante pois contribui para o reconhecimento do alcance de objetivos e reforça atitudes positivas e engajamento da equipe como um todo”, explica.

A profissional ainda ressalta que a gratidão também ajuda no combate ao estresse na rotina profissional. “Dizer obrigado é uma forma de reconhecer que o profissional conseguiu resultados importantes e que, dessa forma, seu papel tem sido realizado e que as dificuldades podem ser enfrentadas. Um líder sempre diz obrigado como forma de fortalecer o papel da sua equipe”, conclui.

O Hospital Galileu, localizado no município de Belém, é uma das unidades gerenciadas pela Pró-Saúde no Brasil, sendo administrado desde a sua inauguração pela entidade, em 2014. Com mais de 50 anos na área de administração hospitalar, mais de 1 milhão de pacientes são atendidos mensalmente. É uma das maiores do mercado em que atua no Brasil. Atualmente, a Pró-Saúde realiza a gestão de unidades presentes em 22 cidades de 12 Estados brasileiros — a maioria no âmbito do SUS (Sistema Único de Saúde). Atua amparada por seus princípios organizacionais, governança corporativa, política de integridade e valores cristãos.

Buscar…


Olá!

Este é o blog Vida Saudável, um espaço focado nas melhores dicas e informações sobre saúde e bem-estar, tudo com a assinatura da gestão Pró-Saúde. Aproveite!

Últimos posts