Relatório Institucional revela como gestora hospitalar superou desafios em ano de pandemia

Alta Covid-19

No ano marcado pelo novo coronavírus, Pró-Saúde compartilha sua experiência exitosa no enfrentamento à doença que já matou mais de 400 mil brasileiros

Em um ano em que o mundo foi surpreendido pelo novo coronavírus, o setor da saúde foi o centro das atenções, sendo pressionado além do seu limite e forçado a superar desafios diariamente. Ao longo de 2020, a Pró-Saúde, entidade filantrópica de gestão hospitalar, responsável por gerenciar mais de 20 hospitais, entre públicos e privados, localizados em 12 estados brasileiros, exerceu um papel fundamental para garantir atendimento digno aos pacientes, em localidades remotas do país.

Essa atuação é destaque no Relatório Institucional publicado pela instituição na última sexta-feira (30/4). O documento é construído por diversas áreas corporativas para apresentar os principais avanços e desafios da entidade nos âmbitos ambiental, socioeconômico e financeiro, atuando como uma importante ferramenta de transparência e prestação de contas das atividades da Pró-Saúde no exercício de 2020, levando em conta o conjunto de princípios, protocolos e diretrizes da Global Reporting Initiative (GRI).

“Neste Relatório Institucional, a Pró-Saúde compartilha sua experiência exitosa no enfrentamento à pandemia. Trazemos na capa o nosso maior objetivo, que é cuidar da saúde das pessoas para que voltem para seus entes queridos. Demostramos isso com o momento emocionante da alta de uma paciente recuperada da Covid-19 no interior do Pará. Que com a ajuda de Deus, possamos continuar vencendo os desafios impostos e seguirmos firmes no acolhimento e reabilitação dos enfermos”, ressalta Wagner Augusto Portugal, diretor Executivo-Geral da Pró-Saúde.

Boa parte das unidades de saúde que estão sob gestão da entidade atende pacientes com a Covid-19, incluindo um hospital de campanha em Belém (PA). A Pró-Saúde chegou a ser responsável por aproximadamente 600 leitos de enfermaria e UTI, exclusivos para pacientes com a doença, que já realizaram cerca de 11 mil internações, sendo 7,7 mil altas clínicas, em áreas que vão desde grandes centros metropolitanos a lugares remotos da floresta amazônica.

Logística e suprimentos 

Diante do cenário pandêmico, a entidade precisou superar grandes desafios como, por exemplo, o desconhecimento total da doença e das condutas necessárias para tratamento, queda abrupta dos procedimentos eletivos e, principalmente, as instabilidades do mercado de insumos e equipamentos, frente à crescente necessidade de oferta de leitos clínicos e intensivos para atender os casos da doença.

Entre outras ações adotadas, destaque para o desenvolvimento de um Plano de Contingência da doença e o acompanhamento contínuo dos estoques e da cadeia de suprimentos, que garantiram a assistência de qualidade aos pacientes.

“Realizamos adaptações nos espaços físicos, equipes e protocolos, sempre propondo soluções. Também buscamos realizar ajustes contratuais junto a nossos contratantes e fornecedores, visando o equilíbrio e a perenidade da nossa atuação. Sem dúvidas, neste momento crítico, a expertise de uma instituição com mais de 50 anos de história como a Pró-Saúde foi o diferencial para o sucesso”, enfatiza Portugal.

Outro ponto de atenção é o crescimento de quase 20% nas ações de humanização, um dos valores da Pró-Saúde e elemento fundamental para o enfrentamento da pandemia. “Fomos desafiados a manter a sensibilidade humana, o contato e a interação, em um cenário de distanciamento social”, ressalta Portugal. “Para isso, adotamos estratégias novas como, por exemplo, as altas humanizadas, que celebram cada vitória contra a Covid, e as visitas virtuais, que aproximavam os pacientes em isolamento de seus entes queridos”, complementa.

1 milhão de atendimentos mensais 

O Relatório Institucional engloba ainda outras questões como as ações sociais realizadas pela entidade e suas unidades gerenciadas, como a Ação do Bem, que em 2020 arrecadou cerca de 500 cestas básicas, 1,2 mil frascos de álcool em gel e 850 máscaras infantis, distribuídos para pessoas em situação de vulnerabilidade social.

O documento descreve as ações e resultados de todos dos setores, como Governança Corporativa, Controladoria, Captação de Recursos, Jurídico, Comunicação, Pastoral da Saúde, Gestão de Pessoas, Desempenho Financeiro e Gestão Ambiental, entre outros, além do reconhecimento de excelência da atuação da entidade, com o descritivo de certificações e acreditações conquistadas ao longo do ano.

No geral, o volume de atendimento mensal realizado pela Pró-Saúde alcança um milhão de pacientes. Em recente pesquisa realizada pelo Datafolha, um dos mais respeitados institutos do Brasil, nove em cada dez pacientes aprovaram os serviços realizados pela Pró-Saúde nos hospitais que gerencia.

O Relatório Institucional da Pró-Saúde está disponível para acesso público aqui.

 

Ampliar fonte
Contraste