Home » Projeto com música leva estímulo a pacientes do HEAN

Projeto com música leva estímulo a pacientes do HEAN

Foi num passeio de final de semana, que Juliana Bortoluzo, psicóloga do Hospital Estadual Anchieta, no Rio de Janeiro, administrado integralmente pela Pró-Saúde, descobriu Maurício Séllos, saxofonista por hobby. Ele tocava em um restaurante e, a convite de Juliana, passou a visitar a unidade, quinzenalmente, para tocar para os pacientes. A ideia deu certo e já tem até nome: Música para os Meus Ouvidos. O projeto, que acontece desde janeiro deste ano, visa a melhoria de qualidade de vida dos pacientes, dos colaboradores e acompanhantes. 

Maurício fica estrategicamente localizado nos corredores da unidade, de modo que a música se propague para as outras alas do hospital e atinja o maior número possível de pessoas. Juliana Bortoluzo ressalta que a música traz sensibilidade, emociona e conforta. “Eu acredito muito no poder da música. Ela consegue atingir os nossos sentimentos mais profundos, trazendo momentos e memórias que confortam. Também faz um bem danado aos acompanhantes e funcionários”. 

Maria de Lurdes, paciente da unidade, se diz muito satisfeita em poder ter esse momento dentro de um hospital. “É diferente, nem parece que estou num hospital. Eu me sinto muito bem ouvindo as músicas que ele toca, alivia a minha cabeça, traz felicidade, me acalma, relaxa e faz eu esquecer os pensamentos ruins”, ressaltou. 

Segundo Juliana, a aceitação foi imediata. “Logo que começou, muitos perguntavam de onde estava saindo àquela música bonita. Colaboradores se emocionam, pacientes que conseguem andar se direcionam para próximo do músico. É um momento de emoção e descontração”, explicou. 

O repertório é grande, permeia a MPB, a bossa nova, e também músicas americanas, italianas e cubanas. “Costumo variar bastante, mas com músicas bem tranquilas”, explica o Saxofonista. Ele conta que nunca imaginou fazer parte de um projeto como esse, e que sente um prazer imenso em levar um pouquinho de alegria aos que precisam. “Eu toco pelo prazer de tocar, e acho muito importante e gratificante fazer parte de uma ação como essa. Sou mais feliz aqui, do que se estivesse na praia nesse momento”, disse. 

A programação prevê apresentações quinzenais, mas o Grupo de Trabalho Humanizado (GTH) do HEAN acredita que em breve seja possível realizar essas apresentações semanalmente. “Estamos convidando outros músicos para estender ao máximo esse momento de conforto e felicidade aos nossos pacientes, acompanhantes e funcionários”, revelou Thiago Cachaldora, Coordenador do GTH.

Ampliar fonte
Contraste
Voltar para o topo da página - Pró-Saúde