Pró-Saúde avalia os processos de gestão no Hospital 5 de Outubro

Hospital 5 de Outubro

A unidade também prepara para a auditoria e acreditação pela ONA

Os processos de atendimento e segurança ao paciente do Hospital 5 de Outubro (HCO), localizado em Canaã dos Carajás, foram avaliados entre os dias 8 e 11 de fevereiro pela Pró-Saúde, gestora da unidade.

A avaliação foi realizada pela ferramenta RAG (Requisito de Apoio à Gestão), desenvolvida pela Pró-Saúde para fortalecer os processos institucionais, no que diz respeito à melhoria da qualidade e segurança assistencial.

Com entrevistas técnicas em todos os setores da unidade e apresentação de evidências, a avaliação compreende áreas desde o atendimento, infraestrutura, segurança e até equipamentos.

Ao todo, a unidade hospitalar teve 5.761 itens avaliados pelo RAG. A ferramenta também verifica a aderência dos setores à legislação e boas práticas que contribuem em melhorias assistenciais.

Com o RAG a unidade hospitalar consegue traçar estratégias de gestão e assistenciais que corroboram para a evolução nos processos internos. A ferramenta também proporciona uma preparação para a conquista da certificação pela Organização Nacional de Acreditação (ONA).

A ONA é responsável pelo desenvolvimento de padrões brasileiros em qualidade e segurança em saúde, com trabalho reconhecido nacionalmente na atuação de práticas de gestão que levem à melhoria do cuidado para o paciente.

Para Marcos Silveira, diretor Hospitalar do 5 de Outubro, o principal destaque durante a avaliação foi o engajamento dos profissionais nos processos de trabalho da instituição.

“Cada auditoria é uma oportunidade de aprendizado. Tivemos excelentes resultados, reforçando o compromisso da instituição que é ofertar uma assistência segura, de qualidade e humanizada para os usuários”, comenta.

O RAG possui três critérios de avaliação, o primeiro com abrangência em estrutura física, cumprimento da legislação, segurança do paciente, evolução da gestão e gerenciamento de risco.

O segundo evidencia a gestão integrada e, por último, a excelência em gestão.

De acordo com Luciane de Falchi Carraro de Oliveira, uma das avaliadoras, entre os pontos considerados positivos durante o processo da avaliação foi o “compromisso dos profissionais pela busca contínua de melhorias”.

Rumo à ONA

Fundado pela mineradora Vale, o Hospital 5 de Outubro possui estrutura de pequeno porte, com capacidade para atender casos de até média complexidade. Diante da pandemia, a unidade ampliou o número de leitos, equipamentos e profissionais, reforçando a estrutura de atendimento em uma região remota do país, em meio à floresta Amazônica.

Agora o Hospital 5 de Outubro se prepara para a auditoria de Acreditação ONA, um padrão de qualidade cada vez mais presente em hospitais gerenciados pela Pró-Saúde.

O encerramento da avaliação RAG contou com a inauguração do quadro Escada do Sucesso, uma espécie de contagem regressiva para a visita e avaliação da ONA na unidade. Na ocasião, gestores registraram assinaturas em comprometimento com o objetivo da certificação pelo 5 de Outubro.

Ampliar fonte
Contraste