Ministério Público do Trabalho participa do lançamento de cartilha sobre assédio no Regional de Marabá

Cartilha traz importantes orientações sobre como se prevenir e o que fazer em situações de assédio moral e sexual

O Hospital Regional do Sudeste do Pará Dr. Geraldo Veloso (HRSP), em Marabá (PA), lançou na última semana uma “Cartilha sobre assédio moral e sexual” no ambiente de trabalho. O evento contou com a participação do procurador Gustavo Athaíde, do Ministério Público do Trabalho (MPT).

A unidade é gerenciada pela Pró-Saúde, sob contrato de gestão com o Governo do Pará. A cartilha e uma ação de fortalecimento dos valores de Integridade e Governança Corporativa que norteiam a instituição, com mais de 50 anos na área de gestão hospitalar. O documento traz importantes orientações sobre como se prevenir e o que fazer em situações de assédio moral e sexual.

O material, que foi apresentado nesta sexta-feira, 14, traz orientações importantes como, por exemplo, a diferença entre discriminação e preconceito, fatores que caracterizam o assédio moral e as consequências no ambiente de trabalho. Aborda, ainda, questões como importunação sexual, requisitos para configuração de assédio sexual e informações relacionadas à legislação vigente sobre o tema.

 

A cartilha pode ser acessa no site da Pró-Saúde: https://www.prosaude.org.br/integridade

Para a psicóloga Juliana Camilo, Coordenadora do setor de Recursos Humanos do hospital, além dos efeitos psicofísicos nas vítimas, atitudes de assédio trazem consequências também para a empresa, por conta do afastamento do funcionário, e queda na produtividade. “Mesmo antes da cartilha, já fazíamos um trabalho de conscientização junto aos nossos colaboradores, para que situações como essa fossem banidas do ambiente trabalho, esse novo material será uma nova ferramenta nesse combate”, explicou.

Já o procurador Gustavo Athaíde, do Ministério Público do Trabalho, parabenizou o Regional de Marabá e a Pró-Saúde por discutir esse tipo de prática, destacando a iniciativa como uma importante ferramenta de combate ao assédio. “É uma iniciativa que merece reconhecimento, e nos do MPT nos colocamos a disposição sempre para discutir e debater temas como esse, que contribuem para a melhoria da qualidade de vida do trabalhador”, reiterou.

O Hospital Regional de Marabá é referência em atendimento de média e alta complexidades para 22 municípios paraenses. A unidade conta com 115 leitos, sendo 77 de Unidades de Internação e 38 de Unidades de Terapia Intensiva.