Hospital Yutaka Takeda facilita atendimento a pacientes com deficiência auditiva

Melhorar a comunicação entre os profissionais e os pacientes com deficiência auditiva dentro do ambiente hospitalar. É com esse objetivo que o Hospital Yutaka Takeda (HYT), em Parauapebas (PA), gerenciado pela Pró-Saúde, iniciou a utilização de um software que traduz conteúdo em formato de textos para Língua Brasileira de Sinais – Libras. O novo recurso está disponível nos computadores das recepções e de consultórios médicos do hospital.

Com a nova tecnologia, durante o atendimento, a comunicação ocorre por meio de um interprete de libras virtual na tela do computador, que traduz cada palavra digitada em linguagem de libras. A assistente social do HYT, Alexsandra França, explica que foi identificada uma demanda envolvendo pacientes com deficiência auditiva. “Para minimizar as barreiras comunicacionais no hospital, pensamos nesse software VLIBRAS, para proporcionar um atendimento ainda mais humanizado, além de estarmos garantindo o cumprimento da legislação destinada a pessoas com deficiência”, explicou Alexsandra.

Antes de serem instaladas no Hospital Yutaka Takeda, no último mês de dezembro, foram realizados testes da tecnologia avaliando funcionalidade e aprovação dos usuários e profissionais do hospital. “Gostei muito de chegar aqui e ver que existe um programa que vai facilitar a comunicação com os surdos, antes eu tinha que vir com um interprete, agora com o sistema facilita chegar sozinha e ser atendida”, declarou a auxiliar técnica de manutenção Polyanna Bomfin, que é deficiente auditiva, antes de sua consulta médica.

360 milhões de surdos

Segundo a Organização Mundial da Saúde (OMS), são 360 milhões de surdos em todo mundo, e até 2050, a expectativa é de que esse número cresça para 900 milhões. Já no Brasil, são cerca de 10 milhões de surdos, que equivale a 5% da população.