Hospital Regional de Altamira capacita profissionais da área assistencial

Cerca de 70 profissionais do Hospital Regional Público da Transamazônica (HRPT), em Altamira (PA), participaram do treinamento sobre 'Tratamento e Prevenção de Lesões e Feridas', ministrado pela mestra em Enfermagem em Saúde do Trabalhador, Liliana Leal, da Universidade de Campinas (SP).

Segundo a palestrante, as lesões por pressão têm associação direta com maus hábitos alimentares e devem ser tratadas e prevenidas de forma eficaz e responsável. “Nós sabemos, hoje, que os produtos químicos interferem diretamente na qualidade de vida e na produção de doenças, tanto o tipo de alimento como a taxa de consumo. Muitos pacientes que têm um pé diabético, por exemplo, sofrem com alterações metabólicas e têm um consumo exagerado de açúcares e gorduras, que alteram a parede das artérias e, por conta dessa alteração, há o suporte vascular suprimido”, detalha Liliana Leal.

Há dois anos trabalhando no hospital, a técnica de Enfermagem, Josilene Ferreira, já atendeu diversos pacientes com esse perfil, e confessa que em alguns casos recorreu a médicos e enfermeiros. “Foi gratificante participar desse treinamento. O conteúdo será de grande valor para minha área. Todo esse conhecimento vai somar na minha rotina de trabalho. Foi uma experiência inovadora que, com certeza, vai me ajudar profissionalmente”, conta a colaboradora.

A mestra Liliana Leal realizou ainda um curso para enfermeiros sobre a técnica de desbridamento mecânico, que consiste na classificação de úlceras. A técnica foi demonstrada, in loco, para o aprimoramento dos procedimentos na assistência ao usuário. “A minha função não é somente ensinar, mas aguçar o interesse do profissional a estudar mais. O aluno tem que ser estimulado a buscar mais informações. Esses cursos são bons para despertar, no profissional, as associações entre o conhecimento que é abordado e o que ele vê na enfermaria. Isso tem mais resultado, porque eles estudam as peculiaridades de cada lesão”, explica Liliana.

Formada há quatro anos e atuando na saúde básica do município, a enfermeira Eunice Muniz Carvalho foi uma das participantes. Ela aprovou o conteúdo ministrado. “Na minha avaliação, cursos com esse perfil são importantes para profissionais que atuam na linha de frente com o paciente, pois norteiam o procedimento correto a fazer durante o atendimento. Tudo que foi colocado aqui é a nossa realidade. Nós trabalhamos diretamente com paciente em elevado nível de necessidade de terapia, como diabéticos e hipertensos”, comenta a enfermeira.

Para a diretora de Enfermagem do HRPT, Luciane Madruga, os treinamentos contínuos são de fundamental importância. “Com a assistência correta, há uma grande redução de reincidência de internação por conta de um curativo ou tratamento conduzido de forma incorreta. Por isso, é fundamental prepararmos nossos profissionais para oferecermos o melhor”, explica a diretora. 

Normalmente as capacitações são voltadas somente para os colaboradores do HRPT, mas, neste caso, devida a importância do tema e a alta procura na região, a unidade ofertou 20 vagas para o público externo, sendo eles, profissionais da saúde básica do município.

Deixe um comentário

avatar
  Subscribe  
Notify of