Hospital Regional da Transamazônica cria projeto “Cultivando amor”

O Hospital Regional Público da Transamazônica (HRPT), gerenciado pela Pró-Saúde Associação Beneficente de Assistência Social e Hospitalar, em Altamira (PA), deu início ao programa sustentável “Cultivando amor”. O projeto tem como objetivo reutilizar latas provenientes do Serviço de Nutrição e Dietética (SND) da unidade, para que colaboradores pudessem cultivar uma planta dentro dela. O programa teve a inciativa da coordenação do Laboratório, Agência Transfusional, setor de Sustentabilidade, Tecnologia da Informação e outros.

As latas, que seriam descartadas, foram entregues para que cada colaborador pudesse cultivar uma planta e, após alguns dias, presentear um amigo dentro do HRPT, explicando o nome do projeto “Cultivando amor”. “Passamos a maior parte do tempo no ambiente de trabalho e proporcionar um presente a alguém te faz ser uma pessoa melhor. Por isso, o projeto teve o intuito não apenas de ser sustentável, mas de ser algo que trouxesse harmonia ao ambiente de trabalho. E nada melhor do que receber uma flor cultivada pelo seu amigo-colaborador”, explica a Biomédica e coordenadora do projeto, Aline Colombelli.

A entrega das plantas foi feita após 45 dias do início do projeto, durante um evento repleto de sentimentos de gratidão, emoção e risadas. “Como coordenadora do projeto, iniciei demostrando o seu intuito. Todos da equipe abraçaram a causa e participaram”, finaliza Aline, reiterando a ideia de que atitudes sustentáveis também nos proporcionam momentos agradáveis vividos dentro de um ambiente de trabalho.

Sobre o HRPT

O Hospital Regional Público da Transamazônica (HRPT), em Altamira, na região sudoeste do Pará, foi idealizado e concebido para prestar atendimento humanizado e de qualidade, em média e alta complexidades ao usuário referenciado pelo Sistema Único de Saúde (SUS) no interior do Estado. A unidade é referência para os habitantes dos nove municípios que fazem parte da Região de Integração do Xingu (Altamira, Anapu, Brasil Novo, Medicilândia, Pacajá, Porto de Moz, Senador José Porfírio, Uruará, Vitória do Xingu). É uma unidade de retaguarda, com atendimento de urgência e emergência, e a única a possuir serviço de Hemodiálise na região.