Home » Hospital Regional da Transamazônica abre novos leitos para o combate à Covid-19 na região do Xingu

Hospital Regional da Transamazônica abre novos leitos para o combate à Covid-19 na região do Xingu

Com a ampliação, agora são 50 leitos exclusivos para atendimento aos pacientes com o novo coronavírus

O combate à pandemia na região do Xingu conta com o reforço de novos leitos no Hospital Regional Público da Transamazônica (HRPT). A unidade inaugurou na última sexta-feira, 26, dez leitos de UTI (Unidade de Terapia Intensiva), que já estão sendo utilizados no tratamento de pacientes com a Covid-19.

A abertura dos novos leitos de Covid-19 faz parte do anúncio feito pelo governador Helder Barbalho, no dia 11 de março, quando visitou a unidade para discutir ações para ampliar a oferta dos serviços na região. Após o anúncio, o HRPT realizou adequações estruturais necessárias na unidade e promoveu a abertura de dez leitos de enfermaria no dia 16 de março.

Agora, o Regional da Transamazônica conta com 50 leitos exclusivos para os pacientes com a Covid-19, divididos em 30 leitos de UTI e 20 de enfermaria.

“Recebemos os equipamentos enviados pelo Governo do Pará e imediatamente realizamos as adaptações na estrutura física da unidade. Desta forma, avançamos com ações estratégicas para ofertar uma assistência de qualidade aos pacientes vítimas da Covid-19”, afirmou Edson Primo, diretor Hospitalar do HRPT.

O Regional da Transamazônica pertence ao Governo do Estado, sendo gerenciado pela entidade filantrópica Pró-Saúde, por meio de contrato de gestão com a Secretaria de Estado de Saúde Pública do Pará (Sespa).

Imprescindível na assistência de casos graves da Covid-19, sendo referência para nove municípios da região do Xingu, desde o início da pandemia, a unidade já realizou o atendimento de mais de 600 pacientes suspeitos ou confirmados para o novo coronavírus.

Com atendimento 100% gratuito pelo SUS (Sistema Único de Saúde), o HRPT é reconhecido nacionalmente entre os melhores hospitais públicos do Brasil. A unidade possui a certificação ONA 3, concedido pela Organização Nacional de Acreditação, um reconhecimento que atesta a qualidade dos serviços prestados à população no interior do Pará.

Em 2020, o Regional da Transamazônica realizou 342 mil atendimentos entre consultas, exames, internações, cirurgias, sessões de hemodiálise, entre outros. No ano passado, a unidade alcançou índice de 98% de satisfação dos pacientes.

Ampliar fonte
Contraste
Voltar para o topo da página - Pró-Saúde