Hospital Oncológico Infantil recebe réplica da imagem de Nossa Senhora de Nazaré

Levada por voluntários, imagem ficará no hospital até o final de agosto e voltará em outubro para o tradicional Círio da unidade

“O meu filho é um milagre de Nossa Senhora de Nazaré, está cada vez melhor, e por isso estou aqui agradecendo”, descreve emocionada Gildete Maria Pereira, mãe do João Miguel, de 4 anos. O pequeno realiza tratamento contra a leucemia há quase dois anos no Hospital Oncológico Infantil Octávio Lobo, gerenciado pela Pró-Saúde em Belém.

Nesta sexta-feira (10), ela estava entre as mães, crianças e colaboradores que celebravam a chegada de uma réplica da imagem de Nossa Senhora de Nazaré ao Hospital, que é referência para o diagnóstico e tratamento especializado do câncer infantojuvenil no Pará. “Primeiro eu oro a Deus, a Nossa Senhora, depois por este hospital, por nos acolher e ajudar nos momentos mais difíceis. Eu vim aqui especialmente para receber essa benção Dela”, conta Gildete.

A ação tem o objetivo de proporcionar acolhimento espiritual e confortar famílias, profissionais de saúde e os pacientes em tratamento no Oncológico Infantil. Organizado pelo serviço de Humanização da unidade, a celebração foi realizada em parceria com voluntários da Pastoral da Saúde do hospital e da Romaria das Crianças da Basílica da Nossa Senhora de Nazaré.

Em uma celebração realizada em frente ao Hospital, conduzida com cânticos e seguindo orientações de distanciamento social em função da pandemia do novo coronavírus (Covid-19), o padre Evandro Favacho ressaltou que a visita da Santa é um momento de fortalecimento da fé diante das adversidades.

“Cada criança que entra aqui tem uma vida com sonhos e uma família que também está na luta. A fé fortalece esses sonhos, ameniza o sofrimento e constrói uma ponte de esperança. No meio de tantas dores, o hospital existe para o bem, para o cuidado, e para manter esperança de muitas crianças. A visita da imagem traz esse conforto e ânimo espiritual”, afirma.

Elton Sacramento, um dos voluntários da Pastoral da Saúde da unidade, ressalta que a visita da réplica da imagem é uma tradição na unidade, que mensalmente faz a acolhida da Santa, com bênçãos e louvores. “Em parceria com o setor de Humanização do hospital, nós sempre trouxemos a imagem em busca de alento espiritual aos mais sofridos, principalmente nesse momento em que o Círio se aproxima. Mas para manter o isolamento social, optamos por retornar com essa celebração singela, para que Ela pudesse estar mais próxima do hospital cobrindo todos com seu manto, amenizando as dores e trazendo acolhimento”, destaca o voluntário.

A imagem levada pelos voluntários ficará na recepção do hospital até o final do mês de agosto. Depois ela será retirada para restauração e retornará no mês de outubro, para as celebrações do Círio do Oncológico Infantil que, neste ano, será realizado de forma especial, conforme as recomendações de segurança para o tratamento dos pacientes, acolhimento dos familiares e dos profissionais da unidade.

Ampliar fonte
Contraste