Hospital Materno-Infantil de Barcarena inicia aplicação de dose extra da vacina contra a Covid-19

Vacina

No total, 381 profissionais da unidade receberão uma dose da vacina Pfizer para reforçar a imunização

O Hospital Materno-Infantil de Barcarena Dra. Anna Turan iniciou a aplicação da dose de reforço contra a Covid-19 nos profissionais que atuam na unidade. A primeira e a segunda dose foram disponibilizadas entre janeiro e março deste ano, cumprindo o esquema vacinal.

Atendendo às medidas de segurança e o calendário disponibilizado pela Prefeitura de Barcarena, os colaboradores começaram a receber as doses extras ao longo desta semana, processo continuará até que todos os 381 profissionais recebam a dose do imunizante.

Nesta etapa, está sendo aplicada pelos profissionais da Secretaria Municipal de Saúde de Barcarena a vacina da Pfizer. A ação visa reforçar a proteção contra o coronavírus e engloba colaboradores de todos os setores do Materno-Infantil de Barcarena, desde o corpo clínico e assistencial, até o administrativo e de apoio.

“Essa terceira dose traz ainda mais segurança para a saúde dos profissionais que atuam no hospital. Estamos próximo ao início do inverno amazônico, e com a mudança de clima, pode acontecer a diminuição do sistema de defesa do nosso corpo, então essa dose vem para reforçar a proteção”, pondera Antenor Cavalcante, enfermeiro do Serviço de Controle de Infecção Hospitalar.

De acordo com as orientações do Ministério da Saúde, o reforço vale para quem tomou qualquer imunizante contra a Covid-19 e será realizado, preferencialmente, com uma dose da Pfizer/BioNTech. Nesta etapa, está aprovada a terceira dose para pessoas imunossuprimidas, idosos com mais de 60 anos e profissionais de saúde.

Para Fernanda Oliveira, enfermeira obstetra que atua no Núcleo de Qualidade do HMIB, a terceira dose traz a sensação de tranquilidade e esperança.

“Estou mais tranquila que a vacinação tenha sido ampliada em todo o país, possibilitando o reforço na proteção dos grupos prioritários. Tenho esperança de que logo todos possam também receber essa dose extra para vencermos essa doença”, ressalta a profissional.

De março a agosto de 2020, o HMIB atuou no enfrentamento da Covid-19, recebendo pacientes gerais e gestantes assintomáticas. A unidade disponibilizou cinco leitos de UTI (Unidade de Terapia Intensiva), exclusivos para os casos da doença, prestando mais de 100 atendimentos.

“Estamos aqui desde o início da pandemia, que tem sido um grande desafio. Vivemos toda a emoção das primeiras doses, e com a terceira não é diferente. Ainda assim, reforçamos que todos continuem adotando medidas de segurança com o uso de máscara, álcool em gel e vacinação em dia”, disse Daniella Dias, psicóloga do HMIB.

O HMIB continua com triagens nos atendimentos para identificar pacientes assintomáticos, dentro do perfil da unidade, e mantém fluxos e avaliação de riscos e medidas de segurança nos atendimentos às gestantes e bebês. A unidade, que pertence ao governo do Estado e é gerenciada pela entidade filantrópica Pró-Saúde, é referência em casos de média e alta complexidades na região do Baixo Tocantins, prestando atendimento 100% gratuito por meio do Sistema Único de Saúde (SUS).

Ampliar fonte
Contraste