Hospital Estadual de Urgência e Emergência realiza o 2º Simulado de Múltiplas Vítimas

O Hospital Estadual de Urgência e Emergência, em Vitória, realizou nesta quarta-feira (28), o segundo Plano de Atendimento de Múltiplas Vítimas, com o fluxo de assistência do Protocolo Manchester. As cenas de atendimentos foram realizadas na área externa da Urgência e Emergência (Pronto-Socorro).

A simulação começou às 10 horas, com personagens interpretando vítimas de acidente de trânsito entre ônibus e carro. Ao todo, 53 profissionais do hospital participaram do simulado, entre médicos, maqueiros, enfermeiros e figurantes que atuaram como vítimas e familiares.

Além da equipe do hospital, o Corpo de Bombeiros disponibilizou profissionais para auxiliarem os profissionais durante a assistência aos feridos.

A assistência às 20 vítimas começou na área exclusiva de acesso às ambulâncias. No local, médicos e enfermeiros realizavam a triagem dos feridos, classificando casos muito graves (pulseira vermelha), graves (pulseira amarela) e estáveis (pulseira verde), seguindo o sistema de triagem, conforme Protocolo Manchester.

Após a triagem, os casos mais graves eram transferidos para as salas Vermelha e Amarela, sinalizadas com lonas nas mesmas cores. No local, os profissionais já estavam posicionados, aguardando os feridos para atendimento imediato.

Já os feridos com menos necessidade de atenção imediata, os acidentados que tinham pequenas lesões, ficaram na classificação verde, montada no pátio de acesso ao Pronto-Socorro. No treinamento, três pessoas simularam óbitos e foram remanejadas para um espaço sinalizado com uma lona preta.

Além da assistências às vítimas, equipes do hospital formadas pelo Serviço Social e Psicologia, atendiam os familiares que buscavam informações sobre estado de saúde dos feridos.
“Notamos um avanço em comparação ao simulado do ano passado. Neste ano, o hospital já recebeu várias vítimas ao mesmo tempo, envolvidas em acidentes de grande proporção. Observamos um aperfeiçoamento na assistência e isso só comprova que estamos preparados para lidar com essas situações”, disse Rosialdo Lobato, diretor assistencial do hospital.

Deixe um comentário

avatar
  Subscribe  
Notify of