Hospitais paraenses recebem reconhecimento em premiação nacional de sustentabilidade

Sustentabilidade

Unidades gerenciadas pela Pró-Saúde no Pará receberam menção honrosa do prêmio Amigo do Meio Ambiente

A Pró-Saúde, uma das maiores entidades filantrópicas de gestão hospitalar do país, participou do Seminário Hospitais Saudáveis 2021, evento nacional que tem como objetivo abordar os diversos temas relacionados às questões de saúde pública e ambiental nos estabelecimentos de saúde, além de mobilizar a comunidade do setor para a ação climática.

Nesta edição, realizada de forma digital no final do mês de outubro, três hospitais paraenses gerenciados pela entidade enviaram projetos, que receberam menção honrosa do prêmio Amigo do Meio Ambiente: Hospital Metropolitano de Urgência e Emergência, em Ananindeua; Hospital Regional Sudeste do Pará, em Marabá; e Hospital Regional Público da Transamazônica, em Altamira, com dois projetos.

O evento engloba duas premiações importantes no ramo da sustentabilidade: Prêmio Amigo do Meio Ambiente, concedido pela Secretaria de Estado da Saúde de São Paulo às organizações que se destacam por iniciativas de proteção ao meio ambiente e de sustentabilidade; e os desafios da Rede Global Hospitais Verdes e Saudáveis, divididos nas categorias clima, resíduos, energia e compras sustentáveis.

Projetos paraenses

Localizado em Ananindeua, o Hospital Metropolitano de Urgência e Emergência recebeu menção honrosa com o projeto “Fazendo a Diferença – Os 3R’s da Sustentabilidade”, que apresentou na edição deste ano todas as iniciativas em operação na unidade.

Entre elas, estão o Reviver, que busca ressignificar o processo de internação do paciente; o Descarte Aqui, que fomenta o descarte correto do óleo de cozinha; o Caneca Sustentável, onde todos os funcionários do HMUE recebem o item que é produzido dentro da unidade com produtos biodegradáveis; além da horta orgânica, que produz alimentos para pacientes e funcionários.

“A nossa gestão de qualidade é baseada em pilares sólidos focados no paciente, claro, mas também no colaborador. A menção honrosa vem para comprovar que esse modelo é o caminho certo de se fazer”, diz a gerente de Qualidade do Hospital Metropolitano, Viviane Lesses.

Já o Hospital Regional Sudeste do Pará, em Marabá, apresentou o projeto “Reuse”, que consiste na coleta e reaproveitamento da água dos equipamentos de ar-condicionado, que é destinada para desinfecção e sanitização de áreas comuns da unidade, e para regar plantas e árvores do hospital.

O Hospital Regional Público da Transamazônica, em Altamira, enviou dois projetos. O primeiro é voltado para a informatização de pesquisas de satisfação dos pacientes, já o outro, para a farmacoeconomia, por meio do uso racional de medicações de alta vigilância.

“A menção honrosa demonstra o reconhecimento do trabalho que estamos desenvolvendo nos diferentes cantos do país. A Pró-Saúde tem a sustentabilidade entre seus valores institucionais, por isso atuamos fortemente para reduzir os impactos ambientais e beneficiar as comunidades em que estamos inseridos”, destaca Cristiane Malta, analista corporativa de Sustentabilidade da Pró-Saúde.

No ano passado, o Hospital Metropolitano foi vencedor da premiação, com projeto Capacitar para mudar, voltado para a redução da produção de lixo infectante, resíduo altamente prejudicial ao meio ambiente.

Desafios globais

A Pró-Saúde e suas unidades também participaram dos tradicionais desafios de resíduos, clima e energia. No total, foram três unidades participantes do desafio de clima, que visa a redução das emissões atmosféricas; sete unidades no desafio de resíduos, que tem o objetivo de garantir a melhor gestão dos resíduos hospitalares; e quatro enviaram os dados referente a eficiência energética.

“Em relação à energia, nova categoria que teve início na edição de 2021, a Sede Administrativa da entidade, localizada em São Paulo, e o Hospital São Luiz, unidade própria localizada em Cáceres (MT), participaram do piloto, além dos Hospitais Regional Baixo Amazonas e Regional do Sudeste do Pará, que já participam dos demais desafios e realizaram adesão voluntária”, explica Cristiane.

Em 2019, o Hospital Público Estadual Galileu, em Belém, sob gestão da Pró-Saúde à época, foi um dos vencedores do desafio do Clima, sendo um dos cinco Hospitais Verdes e Saudáveis (Global Green and Healthy Hospitais) que atuou para a redução de gases do efeito estufa (Não Energia), entre 117 unidades que participaram com inscrições em todo o mundo.

Confira abaixo a listagem completa:

Menção Honrosa do Prêmio Amigo do Meio Ambiente:

  • Hospital Metropolitano de Urgência e Emergência, em Ananindeua (PA): Fazendo a Diferença – Os 3R’s da Sustentabilidade
  • Hospital Regional Sudeste do Pará, em Marabá (PA): Projeto Reuse
  • Hospital Regional Público da Transamazônica, em Altamira (PA): Informatização de pesquisas de satisfação dos usuários e Farmacoeconomia no uso racional das medicações de alta

Desafio A Saúde pelo Clima:

  • Hospital Regional Baixo Amazonas, em Santarém (PA)
  • Hospital Regional Sudeste do Pará
  • Hospital Regional Público da Transamazônica

Desafio Resíduos de Serviços de Saúde:

  • Hospital Regional Baixo Amazonas
  • Hospital Regional Sudeste do Pará
  • Hospital Regional Público da Transamazônica
  • Hospital Metropolitano de Urgência e Emergência
  • Hospital Oncológico Infantil Octávio Lobo, em Belém (PA)
  • Hospital Cinco de Outubro, em Canaã dos Carajás (PA)
  • Hospital Yutaka Takeda, em Parauapebas (PA)

Desafio Energia:

  • Hospital Regional Baixo Amazonas
  • Hospital Regional Sudeste do Pará
  • Hospital São Luiz , em Cáceres (MT)
  • Sede Administrativa da Pró-Saúde, em São Paulo (SP)
Ampliar fonte
Contraste