Higienização correta das mãos é abordada com paródia e encenação

Nas vozes de colaboradores de vários setores, a música “Despacito” se transformou na paródia “É facinho”. A canção foi apresentada para colaboradores, pacientes e acompanhantes durante ação da campanha de Higienização das Mãos, promovida pelo Serviço de Controle de Infecção Hospitalar (SCIH) do Hospital Regional Público da Transamazônica (HRPT), gerido pela Pró-Saúde Associação de Assistência Social e Hospitalar, em Altamira (PA). Os envolvidos na ação ficaram caracterizados como bactérias, mão, água e sabão, o que proporcionou a interação e diversão com o público interno.

O HPRT comemora os resultados das campanhas de conscientização promovidas internamente. Em comparação a 2017, a adesão ao protocolo de higienização das mãos cresceu, o que influenciou diretamente na redução da taxa de infecção hospitalar. Ano passado, a taxa era de 4,08%. Em 2018, até o momento, a taxa já caiu para 3,75%.

Ensinar de forma lúdica é uma das formas que o SCIH utiliza para mostrar os benefícios que esta prática traz para o ambiente hospitalar. Rayanne Lopes, enfermeira do setor e uma das responsáveis pela ação, explica o planejamento. “Estamos trabalhando a campanha um pouco diferente dessa vez. A proposta é nos adequar ao modelo multimodal, sugerido pela Organização Mundial de Saúde (OMS). Então, nós tivemos a ideia de usar música para trazermos aos colaboradores a reflexão sobre a importância da lavagem das mãos para prevenir as infecções hospitalares”, conta.

A letra foi feita pela auxiliar administrativo do Serviço de Atendimento ao Usuário – SAU, Ildijane Silva. “A SCIH me convidou para participar dessa ação e surgiu a ideia da paródia. Fiz a letra e levei para a enfermeira e fomos aprimorando. Fizemos com muito carinho e foi um sucesso”, comemora. Ela destaca ainda a importância desse tipo de atividade. “A gente se envolve, aprende, desempenha e ainda multiplica para outras pessoas e assim crescemos todos juntos. Pra mim é um privilégio”, elogiou.

Para apresentar a canção, o SCIH contou com colaboradores do PGRSS – Programa de Gerenciamento de Resíduos nos Serviços de Saúde, SHL – Setor de Higienização e Limpeza, SAU – Serviço de Atendimento ao Usuário, Laboratório e Qualidade. A caracterização ficou por conta da costureira da unidade.

A Campanha engloba ainda outras ações, entre elas a Carta de Apelo ao Paciente e o Livro de Ouro, que é passado de setor em setor. Quem o assina se compromete com a prática correta de higienização das mãos. “Nesse primeiro momento o objetivo é fazer a sensibilização de forma lúdica e promover a mudança de comportamento e de cultura”, explica Raianne.

Deixe um comentário

avatar
  Subscribe  
Notify of