Entidade filantrópica lança campanha para famílias de crianças atendidas em creches da zona leste da capital

A pandemia causada pelo novo coronavírus tem afetado duramente a vida de famílias que vivem nas regiões mais pobres e populosas da capital paulista. Trata-se de uma realidade que a Pró-Saúde conhece de perto.

Na zona Leste, a instituição filantrópica realiza a gestão de quatro centros de educação infantil desde o final da década de 90. Essa proximidade reforçou a percepção de dificuldade.

“Com o fechamento das creches, buscamos alternativas para promover atividades com as crianças através das redes sociais, conforme diretriz da Secretaria Municipal de Educação. Assim, nossos educadores conseguem manter contato com as famílias”, explica a gerente de Filantropia Regina Victorino.

Os pais e responsáveis pelas crianças compartilham muitas dificuldades e também a preocupação em manter o isolamento para proteger a saúde das crianças e da família. “Muitos foram dispensados de seus empregos e enfrentam enormes dificuldades”, revela Regina.

Para atenuar essa situação, a Pró-Saúde lançou nesta semana uma campanha na tentativa de coletar recursos que serão usados na compra de alimentos e produtos de higiene com a expectativa de conseguir atender famílias das mais de 750 crianças atendidas nas quatro creches — são os Centros de Educação Infantil Jardim Eliane, Santa Rita, São Jorge e Lageado.

“Todos os anos a Pró-Saúde se mobiliza para realizar campanhas para a coleta de agasalhos e brinquedos no Natal. Mas com a situação atual, decidimos fazer esse ajuste e coletar recursos para a aquisição de cestas básicas e produtos de higiene”, explica Regina.

Assim, a entidade filantrópica recorreu ao Benfeitoria.com, uma plataforma de financiamento coletivo na internet que permite às pessoas participarem da campanha sem sair de casa. “Já tivemos a sensibilização dos colaboradores da entidade e agora começamos a buscar mais doadores na internet”, acrescenta a gerente de Filantropia.

Os interessados podem acessar o link bityli.com/dKqtf e realizar a doação. As cotas começam a partir de R$ 20,00 e a campanha vai até junho.

Ampliar fonte
Contraste