Em Altamira, pacientes recuperados da Covid-19 podem ser acompanhados pelo Hospital Regional Público da Transamazônica

Ambulatório Pós-Covid-19

Atendimento é direcionado aos pacientes que receberam alta, mas ainda apresentam algum tipo de sequela após a recuperação da doença

A infecção pelo novo coronavírus pode continuar afetando os pacientes recuperados da doença, deixando sequelas em diferentes partes do corpo. Nesses casos, é importante manter o acompanhamento clínico, que possa promover o tratamento adequado e o completo restabelecimento da saúde.

Com essa proposta, o Hospital Regional Público da Transamazônica (HRPT), em Altamira, conta agora com o programa Triagem Pós-Covid. O serviço está sendo disponibilizado para pessoas que apresentaram alguma sequela motora ou respiratória relacionada ao novo coronavírus. E tanto pacientes do HRPT como de outras unidades de saúde da região podem receber o atendimento.

Os pacientes são atendidos por um médico e, caso seja necessário, o usuário receberá o encaminhamento para um especialista e poderá fazer exames de imagem e laboratório na própria unidade. “Esse atendimento vem consolidar a importância da assistência e atenção à saúde pública na região do Xingu, uma vez que o acompanhamento a esses pacientes investigará as sequelas para tratar precocemente”, afirmou Luciane Madruga, diretora Assistencial do HRPT.

O Regional Público da Transamazônica é uma unidade que pertence a rede pública de saúde do Pará, sendo gerenciado pela entidade filantrópica Pró-Saúde. Com atendimento 100% pelo SUS (Sistema Único de Saúde), a unidade é a principal referência na região para o tratamento de pacientes com a Covid-19.

Agendamento de consultas

Para realizar o agendamento das consultas no ambulatório Pós-Covid no Hospital Regional Público da Transamazônica é necessário entrar em contato pelo telefone (93) 98113-1506, no período de segunda a sábado, das 7h às 13h.

Os documentos necessários para agendamento: RG ou documento compatível com foto, comprovante de residência atualizado, cartão SUS e documento de alta hospitalar e/ou receitas médicas realizadas durante o período de tratamento contra o vírus.

As consultas são realizadas gratuitamente no ambulatório do HRPT, às segundas-feiras, a partir das 14h, respeitando todas as medidas de segurança para evitar o contágio da Covid-19.

O serviço atende 20 pacientes por dia e está aberto para todas as pessoas acometidas pela doença oriundas dos municípios da região do Xingu e que foram atendidas em outras unidades públicas ou privadas.

Aline Queiroz, de 37 anos, ficou internada por 13 dias na enfermaria exclusiva para tratamento do novo coronavírus. Ela recebeu uma ligação do HRPT para realizar o agendamento de sua consulta.

“Depois que eu recebi alta, apresentei algumas sequelas, sinto muito cansaço e dores no corpo. Para nós, que precisamos desse tipo de acompanhamento, está sendo muito bom. Quando recebi a ligação, fiquei muito feliz”, celebra a paciente.

Desde o início dos atendimentos dos casos de Covid-19 pelo hospital, mais de 600 pacientes já voltaram para casa recuperados da doença.

O Regional da Transamazônica é uma unidade do Governo do Pará, sendo referência para nove municípios da região do Xingu e mais de 500 mil pessoas no sudoeste do Pará. O HRPT conta com 97 leitos, sendo 10 leitos exclusivos para os casos mais graves do novo coronavírus.

Ampliar fonte
Contraste