Descartômetro do Hospital de Porto Trombetas ajuda a preservar rios no Baixo Amazonas

Descartometro - Hospital de Porto Trombetas

Em quase um ano de projeto, unidade já evitou que mais de 14 quilos de medicamentos fossem despejados de forma inadequada

Localizado no meio da floresta amazônica, no interior do Estado do Pará, o distrito de Porto Trombetas é uma região cercada por rios e igarapés. E é com o intuito de preservar essas águas que o Hospital de Porto Trombetas (HPT), gerenciado pela Pró-Saúde, criou o Descartômetro, projeto que instala pontos de coleta na unidade para o descarte correto de medicamentos.     

Desde sua criação, no final de setembro de 2019, o Descartômetro já evitou que mais de 14 quilos de medicamentos poluíssem o meio-ambiente. A unidade foi criada para atender os funcionários da mineração Rio do Norte (MRN) e uma das principais preocupações do hospital é com o respeito aos recursos naturais.

Segundo Wagner Gonçalves, farmacêutico do hospital, seu descarte correto é essencial também para a segurança de toda a população. “Com o projeto, nós buscamos evitar que medicamentos vencidos, alterados ou não utilizados, contaminem o solo, os lençóis freáticos e os rios.  A cada quilo de remédio que nós preservamos, é possível evitar a contaminação de até 450 mil litros de água”, explica o profissional.

Por se tratar de uma comunidade pequena, foi observado pela equipe de farmácia que pontos de coleta na unidade deixariam o descarte fácil e rápido para a população. Além disso, a unidade se mobiliza constantemente para conscientizar pacientes e colaboradores, por meio de comunicados, folhetos com informações e orientações nos leitos.

“Com essas atitudes, nós queremos que as pessoas se tornem multiplicadores dessa informação. Em 2021, a expectativa da equipe é de que consigamos coletar mais de 20 quilos de medicamentos. Em quase um ano de projeto, nós já contribuímos para uma boa diminuição significativa dos impactos ambientais nos rios”, destaca o farmacêutico. 

Vale ressaltar que o material depositado no Descartômetro, após a coleta, é encaminhado para a mineração Rio do Norte, onde é incinerado.

E quais são os pontos de coleta?

As caixas coletoras estão localizadas no atendimento ambulatorial e no Pronto-atendimento da unidade.