Crianças em tratamento no HRBA realizam piquenique com presença de pôneis e sereia

Um mundo de fantasia e imaginação invadiu o Hospital Regional do Baixo Amazonas (HRBA), em Santarém (PA), na tarde desta quarta-feira, 18/10. As crianças em tratamento na unidade realizaram um piquenique que contou com várias atrações, como apresentação de coral, sessões de terapia com animais e até a performance de uma sereia. A ação fez parte das programações do “Mês da Criança do HRBA”.

A programação iniciou com a apresentação do coral do Colégio Santa Clara, que interpretou diversas canções infantis e desenvolveu atividades com as crianças. Depois que as crianças saborearam um lanche, elas se divertiram com os dois pôneis, coelho e cachorro. “Nós retornamos para que a minha filha retirasse os pinos dos braços e, graças a Deus, ela está aqui feliz, já pulando no cavalinho, vivendo uma experiência nova, porque nós nunca tínhamos visto um pônei. Estou muito feliz em ver a alegria dela. Ontem ela fez aniversário e hoje ela recebeu esse presente. É muito gratificante, agradeço a todos do hospital por este momento”, diz Aldelice Silvério.

O projeto Pet Terapia é realizado em parceria com a Faculdade da Amazônia (Unama), que conduz as sessões de terapia utilizando os animais. “Esse projeto é interessante, porque proporciona alegria às crianças e apresenta melhoras no tratamento. Nós já temos visto a diferença que isso causa”, explica a professora Cristiane Oliveira.

Grande parte das crianças que participaram do piquenique está em tratamento contra o câncer. Dois pacientes em longa permanência também foram envolvidos na programação. “Nós tiramos as crianças das enfermarias e trouxemos para esse espaço para fazer o piquenique. Eles ficam muito ansiosos na véspera e muito alegres depois desse momento. Muitas crianças nunca viram pônei ou coelho”, conta a gerente de Enfermagem do HRBA, Vanja Kzan.

Natália Rosama acompanha a filha de oito anos em tratamento. Ela aprovou a ideia do piquenique. “Como a leucemia agravou, ela não pode ter contato com muita coisa. Então, esses são momentos novos na vida dela. Ver o sorriso de uma filha que não pode fazer quase nada é uma felicidade enorme”.

Para o diretor-geral do Hospital Regional, Hebert Moreschi, é fundamental proporcionar esses momentos aos pacientes, principalmente às crianças. “Elas estão, realmente, tendo um dia muito especial, muito diferente de sua rotina. Então, para nós do Hospital Regional, é gratificante, um dia de muita felicidade e tenho certeza que isso influencia diretamente no tratamento de maneira positiva. É possível, sim, fazer qualquer tipo de tratamento no nosso hospital com alegria, e com a perspectiva de um resultado bom”.

Para o mundo da fantasia ficar completo, a sereia Kelly Barbosa encantou a todos. Ela ficou durante toda a atividade interagindo com as crianças. “Meu filho fica internado durante muito tempo, e viver um momento desse, participar com as crianças, interagir com os animais e com a sereia, é muito bom para ele, é maravilhoso” diz Cinira Lucas.

O piquenique ainda contou com o apoio do “Projeto Brinquedoteca” da Universidade do Estado do Pará (Uepa), que desenvolveu atividades com as crianças. Toda a decoração temática foi realizada pela Doce Mundo Bomboniere. Ao final, ainda teve entrega de presentes, que foram doados pela Farmácia Bandeirante.

O Hospital Regional de Santarém – público e gratuito, pertencente ao Governo do Pará e gerenciado pela Pró-Saúde Associação Beneficente de Assistência Social e Hospitalar, sob contrato  com a Secretaria de Estado de Saúde Pública (Sespa) – destaca-se pelas ações de humanização.

“Nós implantamos, junto com o plano terapêutico no paciente, a questão da humanização, que é colocar o coração juntamente com as condutas profissionais. E isso tem dado um resultado de satisfação junto à comunidade, fazendo com que o paciente também se sinta mais próximo de estar dentro de casa e, com isso, tenha uma recuperação mais rápida. Substituir a dor pela alegria é o trabalho que estamos desenvolvendo cada vez mais”, afirma o diretor Operacional da Pró-Saúde no Pará, Paulo Czrnhak.

Deixe um comentário

avatar
  Subscribe  
Notify of