Blitz educativa encerra segunda edição da campanha ‘Direção Viva’

Dependendo da gravidade, o estado de uma vítima de acidente de trânsito pode chocar quem a vê. Foi assim que o Hospital Regional do Sudeste do Pará – Dr. Geraldo Veloso (HRSP), em Marabá, chamou a atenção de condutores que passaram na Rodovia BR-230, em frente ao shopping Pátio Marabá, na tarde desta sexta-feira, 17/2.

Com gaze na cabeça, manchada de sangue, colete cervical e pintura no braço, que simulava um grave machucado, os colaboradores da instituição realizaram uma blitz educativa, com distribuição de panfleto, para alertar a população para as consequências de acidentes de trânsito. A ação encerrou a segunda edição do projeto 'Direção Viva: você consciente, trânsito mais seguro!', idealizada pela Pró-Saúde Associação Beneficente de Assistência Social e Hospitalar, que gerencia o HRSP e outros cinco hospitais públicos do Pará, sob contrato com a Secretaria de Estado de Saúde Pública (Sespa).

Sem saber que aquilo não passava de uma encenação, a dona de casa Auricélia da Costa, de 23 anos, interrompeu a pedalada para perguntar se a equipe precisava de ajuda. “Eu já vi acontecerem vários acidentes nesse trecho da rodovia e, como vi o rapaz com a cabeça enfaixada, parei para saber se poderia ajudar. É muito importante fazer campanhas de trânsito. Muita gente morre em acidentes. Perdi dois amigos há pouco tempo. Eu ando de bicicleta todo dia e já escapei de muitas situações, mesmo tendo cuidado. Falta o outro condutor se educar também”, contou Auricélia.

Do outro lado da rua, um grupo de mototaxistas também recebeu orientações sobre cuidados no trânsito. A maioria deles já sofreu, pelo menos, uma queda de motocicleta. Jailson Rodrigues, de 36 anos, é o que tem o registro mais recente: dezembro de 2016. “Eu estava parado e um rapaz, completamente bêbado, me bateu de moto”, disse o marabaense. 

A ação em frente ao shopping contou com o apoio da Polícia Rodoviária Federal e foi realizada em um dos trechos de maior índice de acidente em Marabá. Segundo a policial Maianny Silva, a iniciativa reforçou o valor da vida. “Os condutores de Marabá precisam se sensibilizar quanto à importância de usar equipamentos obrigatórios e respeitar o limite de velocidade. Eles têm que salvar a própria vida e a de seus familiares, porque todo mundo faz falta para alguém”, comentou ela. 

Direção Viva

O “Direção Viva” é um projeto contínuo, que ocorre em todas as unidades de saúde públicas gerenciadas pela Pró-Saúde. A iniciativa consiste em promover ações de educação em saúde voltadas a conscientização sobre as sequelas oriundas de traumas por acidentes de trânsito. Com o projeto “Direção Viva” busca-se disseminar a informação sobre o impacto dos acidentes de trânsito na sociedade, bem como, formar multiplicadores no processo de combate a insegurança no trânsito. “Acreditamos que para que a nossa população tenha qualidade de vida precisa compreender os riscos a que nos submetemos diariamente. E isso, ocorre, quando fazemos educação em saúde. Por isso, implantamos o Direção Viva nas unidades, e assim, trabalhamos a prevenção em saúde, por meio da educação e disseminação de informação. Queremos reduzir o número de sequelas causadas pelos acidentes de trânsito, e isso só será possível, reduzindo esses eventos”, revelou o diretor Operacional da Pró-Saúde no Pará, Paulo Czrnhak.

Além da orientação a condutores na rodovia, ao longo desta semana na programação do “Direção Viva” feita pelo Hospital Regional do Sudeste do Pará, também foram realizadas palestras para usuários da unidade, abordando as principais lesões acometidas a vítimas de traumas no trânsito, os cuidados que devem ser tomados com o paciente após  a alta hospitalar e os impactos sociais, econômicos e emocionais provocados pelos acidentes.

Deixe um comentário

avatar
  Subscribe  
Notify of