Home » Após dois meses internado e precisar ser intubado três vezes, paciente recebe alta no Hospital de Campanha do Hangar
Alta Hospitalar

Após dois meses internado e precisar ser intubado três vezes, paciente recebe alta no Hospital de Campanha do Hangar

Momento emocionou familiares e profissionais de saúde que atuam na unidade hospitalar

Uma família animada fez festa na tarde de hoje, 25 de junho, em frente ao Hospital de Campanha do Hangar, em Belém. O motivo da celebração foi a alta de Luiz Fernando Barbosa, de 60 anos, que ficou internado por mais de dois meses para o tratamento contra o novo coronavírus.

Na Unidade de Terapia Intensiva (UTI), após ter mais de 70% do pulmão comprometido e precisar ser intubado três vezes, o idoso acredita ter renascido. “Eu não tenho o que dizer. Apenas agradeço a essa equipe”, diz ele que é pedreiro e mora no município de Marituba, Região Metropolitana de Belém.

Do lado de fora do hospital, desde o início da tarde, esposa, filhos, genros e netos, com balões e cartazes, aguardavam ansiosamente a saída do idoso. Para eles, hoje, o sentimento de medo perdeu lugar para o de esperança.

Casada há 33 anos com Luiz Fernando, a pedagoga Eliana Trindade, de 60 anos, conta que o sofrimento ocasionado pelo distanciamento foi uma das piores sensações já vividas por ela. “Por muitos momentos eu senti que perderia o meu marido para essa doença. Tive muito medo, muito mesmo, mas hoje ele está saindo bem e recuperado e eu nem tenho palavras para expressar o que sinto”, comenta.

Enquanto a equipe de profissionais dentro da unidade hospitalar lutava para restaurar a vida do idoso, a filha dele, Eleonora Trindade, 41, era quem recebia diariamente os boletins médicos e tinha a missão de repassar as notícias aos outros familiares. “Eu que recebia o boletim todos os dias, então tudo passava primeiro por mim. Vivi momentos que eu não desejo a ninguém”, lembra. “Cheguei a receber a notícia que o estado do meu pai era crítico e que eu deveria conversar com a minha família, mas nem a gente e nem esses profissionais desistiram. Isso foi fundamental e em nome de todos da minha família, eu agradeço”, completa.

Feliz, a equipe de profissionais que cuidou de Luiz Fernando também comemorou. A médica intensivista, Silvana Rodrigues, conta que a união dos profissionais fez a diferença para que ele saísse recuperado. “Ele é um vitorioso. Precisou ser intubado mais de uma vez, mas a equipe do Hangar se uniu e conseguiu reabilitar o seu Luiz. Hoje, ele sai daqui consciente e orientado e alcançou o que nós queríamos: que ele vencesse essa doença”, conta.

Criado pelo Governo do Pará e gerenciado pela Pró-Saúde, o Hospital de Campanha de Belém é a maior unidade hospitalar do Estado para tratamento exclusivo de pacientes com a Covid-19. Desde sua abertura, quase 7 mil pacientes já foram atendidos, e mais de 4 mil se recuperaram da doença. O Hospital conta com 220 leitos, entre clínicos e de UTI.

Ampliar fonte
Contraste
Voltar para o topo da página - Pró-Saúde