87% dos atendimentos da UPA 24h do Oropó são pouco ou não urgentes | Pró-Saúde
Voltar para home
Imprensa

87% dos atendimentos da UPA 24h do Oropó são pouco ou não urgentes

26/04/2017

87% dos atendimentos da UPA 24h  do Oropó são pouco ou não urgentes

A UPA 24h Oropó, em Mogi das Cruzes (SP), atendeu nos três primeiros meses de funcionamento 18.966 pacientes. Deste total, 87% foram classificados como pouco ou não urgentes.

A supervisora de Enfermagem, Tatiane Moreti, ressalta que a UPA 24h está à disposição da população, porém, a prioridade de atendimento é de casos de urgência e emergência. “A unidade é de porte 2, o que significa que ela conta com todo o suporte para atender casos de uma criticidade mais alta”, destacou.

A enfermeira revelou que há pacientes que procuram atendimento em busca de troca de receita, encaminhamento para especialistas, pedidos de exames e até mesmo vacinação, não oferecidos na UPA. “Estes serviços são oferecidos na rede básica. A orientação é para que o paciente que precise desse tipo de atividade procure a unidade básica de saúde ou o PSF (Programa de Saúde da Família) mais próximo de casa”, explicou.

Inaugurada em 23 de dezembro de 2016, a UPA 24h Oropó adotou o protocolo de atendimento por meio de classificação de risco. Isso significa que as consultas ocorrem de acordo com a gravidade do paciente e não pela ordem de chegada.

São quatro tipos possíveis de classificação. Após uma triagem feita por uma enfermeira e com base nos sintomas, os pacientes são classificados por cores, que representam o grau de gravidade e o tempo de espera recomendado. A identificação é feita com pulseiras.

Aos pacientes com sintomas de doenças mais graves é atribuída a cor vermelha, com atendimento imediato; os urgentes recebem a cor amarela, com um tempo de espera de até 30 minutos; os casos pouco urgentes, de cor verde, têm um tempo de espera recomendado de duas horas. Quem recebem a cor azul, casos de menor gravidade (pouco urgentes) devem ser atendidos no espaço de até quatro horas.

Mesmo com as determinações do protocolo, o tempo médio de espera na UPA 24h Oropó é baixo — 99% por cento dos pacientes esperaram menos de meia-hora para ser atendidos.

Pouco urgente

Desde a abertura da UPA, a maioria dos pacientes atendidos recebeu a classificação de risco verde, ou seja pouco urgente. Essa quantidade, no entanto, tem aumentado. Se em janeiro deste ano, 48% do total de atendimentos receberam a pulseira verde, fevereiro esse número cresceu para 55% e, em março, atingiu 83%.

O mesmo tem ocorrido, mas em uma escala menor, com pacientes classificados como “urgentes” (amarelo), que representavam 9%, em janeiro; 12%, em fevereiro; e atingiu 14%, em março.

Já os casos de pacientes com pulseira azul, pouco urgente, tem caído drasticamente: janeiro: 48%; fevereiro: 48%; e março: 2%.

“Aos poucos, os pacientes vão compreendendo como a rede de saúde funciona. A cidade oferece todos os atendimentos necessários, mas o paciente não os encontrará em uma única unidade, por isso, é preciso compreender onde encontrar cada serviço”, avaliou Tatiane.

A UPA 24h Oropó é administrada pela Pró-Saúde Associação Beneficente de Assistência Social e Hospitalar, por meio de um contrato de gestão com a Prefeitura via Secretaria Municipal de Saúde.

 

Distribuição do atendimento da
UPA 24h Oropó por classificação de risco

 
 

 

Pacientes classificados na cor...

Janeiro

Fevereiro

Março

Azul (atendimento em até 4h)

48%

31%

2%

Verde (atendimento em até 2h)

42%

55%

83%

Amarelo (atendimento em até 30 minutos)

9%

12%

14%

Vermelho (atendimento imediato)

1%

1%

1%

Total

100%

100%

100%

 

 

+ Notícias

18/01/2018 - Pró-Saúde anuncia Semana de Farmácia Hospitalar com meta da Organização Mundial da Saúde

18/01/2019 - O papel do farmacêutico no ambiente hospitalar

17/01/2018 - Hospital Estadual de Urgência e Emergência realiza a 1ª Semana de Farmácia Hospitalar

17/01/2019 - IEC promove evento sobre cuidados paliativos

16/01/2019 - Sobre o uso consciente dos antibióticos. Um desafio para a saúde pública

16/01/2019 - Metropolitano reforça a segurança da Unidade com a contratação de bombeiros civis

16/01/2018 - Com 180 mil atendimentos em 2018, Hospital Estadual de Urgência e Emergência é referência

15/01/2018 - Incidência de picadas de escorpiões aumenta durante o verão brasileiro

14/01/2018 - Suspeita de peste bubônica é investigada no Rio de Janeiro

14/01/2018 - Lei institui mês de combate a hepatites virais

14/01/2018 - Hospital Oncológico Infantil recebe novos voluntários

14/01/2019 - Para o novo governo, deputados sugerem ações para garantir melhor acesso da população à saúde pública

14/01/2019 - Mais de 10.200 casos de sarampo foram confirmados no Brasil

11/09/2019 - Colaboradores do Hospital Estadual de Urgência e Emergência participam de atividades de gerenciamento de custos

10/01/2019 - Voluntários de projeto de passeio ciclístico adaptado no Parque do Utinga recebem orientações sobre primeiros socorros

10/01/2018 - Pró-Saúde completa um mês de gestão própria do Hospital São Luiz

09/01/2019 - Nova proposta prevê a diminuição de riscos de eclâmpsia em gestantes

09/01/2019 - SUS incorpora nova dosagem do medicamento para pacientes com esclerose múltipla

09/01/2019 - SUS oferece novos procedimentos para pacientes com degeneração da retina

09/01/2019 - Colaboradores do Materno-Infantil de Barcarena recebem treinamento sobre Time de Resposta Rápida

08/01/2019 - Workshop reforça Segurança do Paciente com atividades lúdicas e interatividade

08/01/2019 - Mural das Virtudes promove melhoria nas relações interpessoais no Hospital Regional de Altamira

07/01/2019 - Com mais de 14 mil partos e três milhões de consultas, Pró-Saúde encerra gestão do Hospital Municipal Nossa Senhora da Luz dos Pinhais e da UPA 24h, no Paraná

07/01/2019 - Hospital Galileu divulga resultado de aprovados para o curso de Cuidador de Idosos

07/01/2019 - Colaboradores do HU arrecadam roupinhas para bebês durante curso

07/01/2019 - Hospital Metropolitano realiza formatura de ABC para paciente internado no Centro de Tratamento de Queimados

02/01/2018 - Mãe e bebê prematuro recebem visita familiar para o Natal no Hospital Materno Infantil de Barcarena

02/01/2019 - Programação Natalina leva esperança e solidariedade para pacientes do HRPT

02/01/2019 - Hospital 5 de Outubro realiza programação musical de Natal

02/01/2019 - Hospital Metropolitano realiza VI Semana SIPAT