Hospital Metropolitano, por meio do projeto ‘Direção Viva’, conscientiza motoristas, pedestres e usuários | Pró-Saúde
Voltar para home
Imprensa

Hospital Metropolitano, por meio do projeto ‘Direção Viva’, conscientiza motoristas, pedestres e usuários

28/11/2016

	Hospital Metropolitano, por meio do projeto ‘Direção Viva’, conscientiza motoristas, pedestres e usuários

Há um ano e dois meses, um acidente de trânsito envolvendo carro e motocicleta tirou a estabilidade da perna direita do condutor da moto, o autônomo Jamil Silva. Dois ossos do local acidentado ficaram prejudicados com o impacto do incidente. “Iria fazer um retorno, mas uma condutora utilizava o carro e falava ao mesmo tempo no telefone. Ela me bateu por trás, caí e quebrei a pena”. Jamil foi operado, realiza fisioterapia e consultas semanais no ambulatório de retorno do Hospital Metropolitano de Urgência e Emergência (HMUE). Do acidente, ele tem uma certeza:“eu atuava como operador de máquinas, mas não aguentaria operá-la novamente, pois precisaria utilizar muito a perna. E atualmente, não tenho estabilidade na perna, o acidente me tirou isso!”, garante.  

Jamil foi um dos usuários do Sistema Único de Saúde (SUS) que participou da roda de conversa, uma das estratégias do projeto 'Direção Viva: você consciente, trânsito mais seguro', promovido pelos hospitais públicos do Pará, administrados pela Pró-Saúde Associação Beneficente de Assistência Social e Hospitalar sob contrato de gestão com a Secretaria de Estado de Saúde Pública (Sespa). A ideia é conscientizar o maior número possível de pessoas a respeito da necessidade de combater a insegurança no trânsito. Panfletos com dados estatísticos e depoimentos de acidentados foram distribuídos.  “Todos nós deveríamos ter bem mais consciência no trânsito. Eu confesso que era um condutor bem menos consciente. Depois de sofrer acidente, mudei. É preciso ter consciência. Moto não é veículo para utilizar em alta velocidade. Infelizmente, observamos várias situações como essa”, ressalta Jamil.   

Nos últimos três anos, mais de 35 mil vítimas foram atendidas em quatro hospitais públicos do Pará. No Hospital Metropolitano, que atende média e alta complexidades em traumas, são 4.940 atendimentos a vítimas de acidente de trânsito, sendo 2.413 a motociclistas, no período de janeiro a outubro de 2016. O restante são colisões (1.527), atropelamentos (778) e acidentes de bicicleta (222). No ano passado, a unidade, localizada em Ananindeua, registrou 7.499 atendimentos a vítimas de acidente de trânsito, sendo que 3.315 a acidentes de moto.

Em média, um paciente vítima de acidente de moto gera custo de internação na ordem de R$ 7,2 mil no Hospital Metropolitano. Considerando os últimos três anos, a unidade de saúde estima que o impacto foi de aproximadamente R$ 80 milhões aos cofres públicos específicos ao tratamento destinado a vítima de acidentes de moto. “São recursos públicos utilizados em situações evitáveis e que poderiam ser usados em outras atividades que trariam um bem maior para a sociedade”, disse o diretor Geral do Hospital Metropolitano, Rogério Kuntz. 

O projeto Direção Viva, além de rodas de conversa dentro do hospital, também teve um memorial dedicada às vítimas de acidente de trânsito, que foi feito na frente da unidade, localizada na BR-316, nesta quarta-feira, 23/11. A professora Roseli Monteiro foi uma das pedestres que passou próximo ao memorial. “A ação é excelente. As pessoas precisam se informar dos riscos que existem na questão da imprudência no trânsito, que hoje é grande, não só dos motoristas, mas também dos próprios pedestres, motociclistas, que são imprudentes e acabam causando diversos acidentes diariamente. E são acidentes evitáveis”, afirmou.

A dona de casa Sheila Santos, que acompanha um paciente internado no hospital, também considerou o memorial uma maneira de chamar a atenção e combater os riscos no trânsito. “Estou há duas semanas no Hospital Metropolitano e quando saímos pela BR-316, observamos os riscos que são os pedestres correndo no meio da via. Eu mesmo fiz isso, mas me abordaram e fui informada do perigo. Esta é uma ideia muito boa para expandir entre aqueles pessoas que precisam ter essa consciência da segurança no trânsito”.

A coordenadora de Humanização do Hospital Metropolitano, Roberta Cardins, argumentou que o trabalho dos colaboradores é em função da preservação da vida. “É o bem mais precioso de todos nós. Então, é ter o cuidado necessário no trânsito. Nós estamos passando essa mensagem para os usuários e para o público externo”.

Hospital Metropolitano, por meio do projeto ‘Direção Viva’, conscientiza motoristas, pedestres e usuários

 

+ Notícias

18/01/2018 - Pró-Saúde anuncia Semana de Farmácia Hospitalar com meta da Organização Mundial da Saúde

18/01/2019 - O papel do farmacêutico no ambiente hospitalar

17/01/2018 - Hospital Estadual de Urgência e Emergência realiza a 1ª Semana de Farmácia Hospitalar

17/01/2019 - IEC promove evento sobre cuidados paliativos

16/01/2019 - Sobre o uso consciente dos antibióticos. Um desafio para a saúde pública

16/01/2019 - Metropolitano reforça a segurança da Unidade com a contratação de bombeiros civis

16/01/2018 - Com 180 mil atendimentos em 2018, Hospital Estadual de Urgência e Emergência é referência

15/01/2018 - Incidência de picadas de escorpiões aumenta durante o verão brasileiro

14/01/2018 - Suspeita de peste bubônica é investigada no Rio de Janeiro

14/01/2018 - Lei institui mês de combate a hepatites virais

14/01/2018 - Hospital Oncológico Infantil recebe novos voluntários

14/01/2019 - Para o novo governo, deputados sugerem ações para garantir melhor acesso da população à saúde pública

14/01/2019 - Mais de 10.200 casos de sarampo foram confirmados no Brasil

11/09/2019 - Colaboradores do Hospital Estadual de Urgência e Emergência participam de atividades de gerenciamento de custos

10/01/2019 - Voluntários de projeto de passeio ciclístico adaptado no Parque do Utinga recebem orientações sobre primeiros socorros

10/01/2018 - Pró-Saúde completa um mês de gestão própria do Hospital São Luiz

09/01/2019 - Nova proposta prevê a diminuição de riscos de eclâmpsia em gestantes

09/01/2019 - SUS incorpora nova dosagem do medicamento para pacientes com esclerose múltipla

09/01/2019 - SUS oferece novos procedimentos para pacientes com degeneração da retina

09/01/2019 - Colaboradores do Materno-Infantil de Barcarena recebem treinamento sobre Time de Resposta Rápida

08/01/2019 - Workshop reforça Segurança do Paciente com atividades lúdicas e interatividade

08/01/2019 - Mural das Virtudes promove melhoria nas relações interpessoais no Hospital Regional de Altamira

07/01/2019 - Com mais de 14 mil partos e três milhões de consultas, Pró-Saúde encerra gestão do Hospital Municipal Nossa Senhora da Luz dos Pinhais e da UPA 24h, no Paraná

07/01/2019 - Hospital Galileu divulga resultado de aprovados para o curso de Cuidador de Idosos

07/01/2019 - Colaboradores do HU arrecadam roupinhas para bebês durante curso

07/01/2019 - Hospital Metropolitano realiza formatura de ABC para paciente internado no Centro de Tratamento de Queimados

02/01/2018 - Mãe e bebê prematuro recebem visita familiar para o Natal no Hospital Materno Infantil de Barcarena

02/01/2019 - Programação Natalina leva esperança e solidariedade para pacientes do HRPT

02/01/2019 - Hospital 5 de Outubro realiza programação musical de Natal

02/01/2019 - Hospital Metropolitano realiza VI Semana SIPAT