Hospital Metropolitano utiliza órteses para evitar reinternação do paciente queimado | Pró-Saúde
Voltar para home
Imprensa

Hospital Metropolitano utiliza órteses para evitar reinternação do paciente queimado

16/11/2016

Hospital Metropolitano utiliza órteses para evitar reinternação do paciente queimado

O tratamento do paciente queimado, evitando reinternações e cirurgias em sequência, foi a temática do trabalho intitulado 'Influência do uso de Órteses no restabelecimento funcional do paciente queimado', conduzido por três colaboradoras do Hospital Metropolitano de Urgência e Emergência (HMUE), em Ananindeua (PA), as terapeutas ocupacionais Ivana Corpes, Manuella Matos e Sandra Soares.

O artigo foi premiado na categoria e-pôster como um dos melhores do V Fórum de Tecnologia Assistiva e Inclusão Social da Pessoa com Deficiência, cuja realização foi do Núcleo de Desenvolvimento em Tecnologia Assistiva e Acessibilidade, da Universidade do Estado do Pará (UEPA), realizado na Estação das Docas, entre os dias 7 e 8/11. O prêmio às expositoras foi dado pela primeira dama do Estado do Pará, Ana Jatene.

As terapeutas ocupacionais desenvolvem este tipo de trabalho com o objetivo de evitar o mau posicionamento dos membros de pacientes queimados, favorecendo uma recuperação menos problemática. As órteses atuam de forma a corrigir a posição do segmento queimado, tendo como objetivo estabilizá-lo, reduzindo a dor e prevenindo deformidades.

O médico cirurgião plástico do Hospital Metropolitano, Leonardo Cerqueira, avaliou que a utilização das órteses auxilia, de forma significativa, nas lesões provocadas por retração das cicatrizações, principalmente, as de origem postural. De acordo ele, o segmento corporal atingido pela queimadura tende a retrair em função da cicatriz. Quando a retração atinge uma zona articular, impede muitas vezes a não movimentação. A função das órteses é retratada por Cerqueira. “Se você consegue imobilizar esta articulação, para que ela não seja retraída forçosamente, você consegue evitar que o paciente precise de reinternações e  reoperações, para corrigir uma sequela, comum no caso dos grandes queimados. É a prevenção”, disse, seguindo.  “A terapia ocupacional é fundamental para manutenção dos bons resultados dos pacientes. Não adianta você realizar um trabalho profundo no paciente internado, sendo que este paciente volta com retração das cicatrizações”, garante. 

Uma das autoras do trabalho, Sandra Soares, disse que as órteses são utilizadas desde a fase de internação do paciente queimado, até a fase ambulatorial, quando o paciente retorna para a reabilitação funcional. Ela avaliou que a utilização das órteses surgiu a partir da tentativa de evitar sequelas permanentes, que impedem a rotina diária, de uma vítima de queimaduras. “Observamos a necessidade de fazer a intervenção ainda na fase da internação, para impedir com que as sequelas sejam instaladas. Dessa forma, além de evitar o retorno deste usuário ao serviço, muitos conseguem retomar a vida que tinham antes do acidente, pois voltam para o mercado de trabalho meses depois da alta hospitalar”. Já  Ivana Corpes crê que o trabalho tem um aspecto inovador. “Com o uso das órteses, a retração das cicatrizes acaba sendo pouco significativa ou não acontece, e os pacientes acabam tendo pouca ou nenhuma limitação funcional”.

Este tipo de trabalho é desenvolvido há um ano e seis meses no Hospital Metropolitano. Para Manuella Matos, terapeuta ocupacional do ambulatório, que também assiste egressos vítimas de queimaduras, o diferencial das órteses utilizadas no Hospital Metropolitano, é que se utiliza um material que possibilita a remodelagem, adequando-se a necessidade e anatomia do paciente. “Fazemos a órtese de acordo com o posicionamento anatômico correto, considerando todas as lesões, de maneira que não machuque o paciente”, afirmou.

 

+ Notícias

21/01/2019 - Saúde: SBIm alerta os participantes da Jornada Mundial de Juventude sobre a importância da vacinação

21/01/2019 - Saúde: Ministério da Saúde brasileiro se preocupa com doença toxi-infecciosa vinda da Venezuela

21/01/2019 - Humanização durante o parto no HU fortalece vínculo entre mãe e bebê

21/01/2019 - Hospital Estadual de Urgência e Emergência conta com o serviço de Terapia Ocupacional

21/01/2019 - Pró-Saúde lança site do Hospital Materno-Infantil de Barcarena com foco na transparência dos serviços oferecidos para a sociedade

18/01/2019 - Pró-Saúde anuncia Semana de Farmácia Hospitalar com meta da Organização Mundial da Saúde

18/01/2019 - O papel do farmacêutico no ambiente hospitalar

17/01/2019 - Hospital Estadual de Urgência e Emergência realiza a 1ª Semana de Farmácia Hospitalar

17/01/2019 - IEC promove evento sobre cuidados paliativos

16/01/2019 - Saúde: Sobre o uso consciente dos antibióticos. Um desafio para a saúde pública

16/01/2019 - Metropolitano reforça a segurança da Unidade com a contratação de bombeiros civis

16/01/2019 - Com 180 mil atendimentos em 2018, Hospital Estadual de Urgência e Emergência é referência

15/01/2019 - Saúde: Incidência de picadas de escorpiões aumenta durante o verão brasileiro

14/01/2019 - Saúde: Suspeita de peste bubônica é investigada no Rio de Janeiro

14/01/2019 - Saúde: Lei institui mês de combate a hepatites virais

14/01/2019 - Hospital Oncológico Infantil recebe novos voluntários

14/01/2019 - Saúde - Para o novo governo, deputados sugerem ações para garantir melhor acesso da população à saúde pública

14/01/2019 - Saúde: Mais de 10.200 casos de sarampo foram confirmados no Brasil

11/09/2019 - Colaboradores do Hospital Estadual de Urgência e Emergência participam de atividades de gerenciamento de custos

10/01/2019 - Voluntários de projeto de passeio ciclístico adaptado no Parque do Utinga recebem orientações sobre primeiros socorros

10/01/2019 - Pró-Saúde completa um mês de gestão própria do Hospital São Luiz

09/01/2019 - Saúde: Nova proposta prevê a diminuição de riscos de eclâmpsia em gestantes

09/01/2019 - Saúde: SUS incorpora nova dosagem do medicamento para pacientes com esclerose múltipla

09/01/2019 - Saúde: SUS oferece novos procedimentos para pacientes com degeneração da retina

09/01/2019 - Colaboradores do Materno-Infantil de Barcarena recebem treinamento sobre Time de Resposta Rápida

08/01/2019 - Workshop reforça Segurança do Paciente com atividades lúdicas e interatividade

08/01/2019 - Mural das Virtudes promove melhoria nas relações interpessoais no Hospital Regional de Altamira

07/01/2019 - Com mais de 14 mil partos e três milhões de consultas, Pró-Saúde encerra gestão do Hospital Municipal Nossa Senhora da Luz dos Pinhais e da UPA 24h, no Paraná

07/01/2019 - Hospital Galileu divulga resultado de aprovados para o curso de Cuidador de Idosos

07/01/2019 - Colaboradores do HU arrecadam roupinhas para bebês durante curso