Hospital Metropolitano reinaugura espaço da Classe Hospitalar

Uma manhã alegre com contação de histórias e ritmos paraenses. Assim foi a reinauguração do espaço da Classe Hospitalar do Hospital Metropolitano de Urgência e Emergência (HMUE), em Ananindeua (PA), nesta quinta-feira, 30/8. 

Pacientes infantis, professores e colaboradores da entidade que administra o hospital, a  Pró-Saúde Associação Beneficente de Assistência Social, participaram da reinauguração do espaço, localizado na Clínica Pediátrica da unidade. Totalmente revitalizada, a sala da Classe Hospitalar recebe diariamente o projeto executado por professores da Secretaria de Estado de Educação (Seduc). Além da Classe Hospitalar, a unidade também modernizou o espaço da brinquedoteca, utilizado para atividades da equipe multiprofissional com os pacientes infantis.

Antes de conhecerem o novo espaço, crianças e adultos assistiram à apresentação da atriz e contadora de histórias, Ester Sá, com foco em cultura popular. A contadora homenageou o historiador e antropólogo Luís da Câmara Cascudo, que se dedicou ao estudo da cultura brasileira. Na história, adultos e crianças foram incentivados a praticar a empatia e olhar o que o outro tem de bom dentro de si. “A cultura popular muitas vezes é relegada, mas é importante, porque vem de dentro de nós”, comenta Eliana.

Com atuação no projeto desde 2009, quando a Classe Hospitalar foi instalada no HMUE, a professora Leonice Cardoso agradeceu a direção da unidade pelo suporte e apoio dado ao desenvolvimento das aulas multisseriadas, que atendem a diferentes perfis de alunos. “Nós, professores, agradecemos a administração do Hospital Metropolitano pelo entendimento de que os pacientes também podem ser reabilitados por meio da educação”, fala.

A direção e a coordenação de Humanização da unidade foram homenageadas com a entrega de uma placa pelas professoras do projeto. Para o diretor Administrativo-Financeiro, Rodrigo Fauth, o desenvolvimento do trabalho da Classe Hospitalar traz valor e ajuda a humanizar o tratamento oferecido na unidade. “É importante destacar que todos os setores do hospital fazem assistência e oferecem tratamento humanizado, seja esse departamento a Manutenção ou assistência”, destaca.

Educação especializada

Em 2018, a Classe Hospitalar do Hospital Metropolitano atendeu a cerca de 250 usuários do Sistema Único de Saúde. 

Implantado em 2009, o programa oferece atendimento educacional e assessoramento pedagógico. São aulas multisseriadas para atender o perfil diferente de cada aluno. Entre os diferenciais está o auxílio em uma temática atual. Os alunos são matriculados normalmente, e cada um será avaliado por meio de relatórios individuais.

São trabalhados o Ciclo I e Clico II do ensino fundamental, com abordagem a diversas áreas de conhecimento como raciocínio lógico matemático, o estudo da sociedade, códigos e linguagens.

Deixe um comentário

avatar
  Subscribe  
Notify of