Agência Pará - HRBA garante retaguarda do tratamento oncológico no Baixo Amazonas | Pró-Saúde
Voltar para home
Imprensa

Na Mídia

Agência Pará - HRBA garante retaguarda do tratamento oncológico no Baixo Amazonas

 

 

O Hospital Regional do Baixo Amazonas (HRBA) divulgou o balanço das atividades de 2015, que comprova a expansão dos serviços ofertados à população daquela região, em especial os voltados a pacientes oncológicos. Até 2009, esse tipo de tratamento só podia ser feito na capital. Com a interiorização da saúde, o HRBA passou a oferecer atendimento em oncologia no oeste do Pará, a partir da inauguração do serviço de quimioterapia, em 2008, que somou, já no ano seguinte, 2.730 sessões realizadas, e ganhou impulso em 2010 com a implantação do Parque Radioterápico. De lá pra cá, a demanda por esses tratamentos vem crescendo, superando, no caso da radioterapia, a marca de 15 mil atendimentos em relação ao primeiro ano de funcionamento.

Em 2015, as sessões de quimioterapia somaram quase 7.900, volume 6% maior que o registrado em 2014. Já as sessões quimoterapia totalizaram 27.125, quase mil a mais que no ano anterior. "O HRBA tem se esforçado para absorver cada vez mais pacientes e um dos nossos maiores investimentos tem sido principalmente no fortalecimento da equipe médica e multidisciplinar”, ressalta o diretor do hospital, Hebert Moreschi. As consultas oncológicas também superaram em muito a meta estipulada para 2015, que era de 4.904 pacientes recebidos, ultrapassando a marca de 12.400 atendimentos.

Os resultados refletem também na satisfação dos pacientes, que ouvidos em uma consulta feita pelo Setor de Atendimento ao Usuário do HRBA, apontaram um nível de aprovação de 86,5%. Entre eles está Luiz de Sousa, de 69 anos, que luta contra um câncer de próstata diagnosticado no segundo semestre de 2015. “Desde que cheguei aqui tenho sido muito bem acolhido pela equipe médica e de enfermagem. Isso nos toca o coração e nos motiva a acreditar e lutar ainda mais pela vida”, declara. Atualmente, quase mil pacientes são submetidos a tratamento contra o câncer no HRBA. 

Para Moreschi, o balanço se mostra ainda mais positivo ao destacar números crescentes em todas as especialidades oferecidas no HRBA. Os atendimentos gerais no hospital em 2015 chegaram a 497.341, as cirurgias somaram 4.300 e os exames 368.249. Os atendimentos na urgência e emergência também cresceram, passando de 10.104, em 2014, para 10.438, assim como as consultas ambulatoriais (61.992) e a taxa de alta hospitalar, que subiu de 4.834 para 4.919 no mesmo intervalo. "Considerando que o HRBA recebe a demanda de mais de 20 municípios da região, que, juntos, tem uma população estimada em 1,1 milhão de habitantes, esse desempenho foi muito bom. Garantimos atendimento em todas áreas bem acima do que estava previsto e cumprimos a missão de levar à população uma assistência de qualidade e resolutiva”, frisa o diretor.

O Hospital Regional do Baixo Amazonas é administrado pela Pró-Saúde – Associação Beneficente de Assistência Social e Hospitalar, sob contrato com a Secretaria de Estado de Saúde (Sespa).

<< voltar