Fadiga crônica: saiba mais sobre o problema que pode persistir após a Covid-19

Fadiga Crônica

Há ainda a fadiga pandêmica, ligada à hipervigilância e ao medo causado pelo período de crise que enfrentamos

Com o surgimento da pandemia do novo coronavírus, a área da saúde se viu diante de muito desafios para combater a propagação do vírus, tratar os doentes e amenizar as sequelas causadas por ele. Uma das consequências da Covid-19 é a chamada Síndrome da Fadiga Crônica, que consiste em um cansaço físico extremo, geralmente acompanhado de dores musculares, perda de memória e até mesmo febre baixa. Pesquisa realizada na Noruega apontou que 21%, entre 312 pacientes, sofreram com os sintomas persistentes da fadiga pós infecção pela Covid-19.

Em casos de pacientes internados, a questão tende a ser mais complicada ainda, em decorrência da perda muscular. O diagnóstico é clínico e, como a dor pode ser intensa, o tratamento da Fadiga Crônica é realizado por meio do uso de analgésicos e, até mesmo, antidepressivos, a fim de melhorar a percepção de dor e humor. Além disso, em caso de dores leves, a atividade física de baixo impacto é recomendada, uma vez que promove sensação de bem-estar e atua no combate à depressão.

Você conhece a fadiga pandêmica?

Além da fadiga decorrente da infecção pelo vírus, há outra silenciosa, porém ainda mais nociva, nomeada pela Organização Mundial da Saúde (OMS) como Fadiga Pandêmica. Ela é derivada das questões que permeiam o contexto da pandemia, ou seja, a hipervigilância sobre a contaminação pelo vírus e suas consequências, o próprio medo da infecção, a situação econômica e as incertezas que o mundo vive.

Por exemplo, pesquisa sobre saúde mental realizada nos Estados Unidos, apontou que, em novembro de 2020, 69% dos entrevistados declararam sintomas como nervosismo, ansiedade ou cansaço. Antes da pandemia, a situação afetava apenas 25%, segundo o Escritório do Censo do país.

Sabendo que está relacionada à saúde mental, segundo especialistas, a Fadiga Pandêmica pode ser combatida por meio de práticas de autocuidado como: normalizar os sentimentos conturbados durante esse momento, descansar o psicológico sem dar espaço ao consumo de notícias desgastantes e fortalecer o autocuidado físico por meio de exercícios, boa alimentação e tomar sol, ação essencial para produção de vitamina D.

Olá!

Este é o blog Vida Saudável, um espaço focado nas melhores dicas e informações sobre saúde e bem-estar, tudo com a assinatura da gestão Pró-Saúde.

Aproveite!


Últimos posts

Ampliar fonte
Contraste