Conheça os cuidados necessários com a voz no verão e como se prevenir

Voz

Segundo um relatório sobre aquecimento global, publicado pela revista científica The Lancet, temperaturas elevadas podem gerar complicações como estresse, insuficiência cardíaca e lesão renal aguda devido a desidratação. Além disso, em períodos de calor intenso, a voz também pode ser afetada.

Segundo Leila Maria dos Santos Veloso, fonoaudióloga do Hospital Yutaka Takeda (HYT), unidade gerenciada pela Pró-Saúde em Parauapebas, no Pará, a rouquidão e a dor de garganta são as queixas mais comuns na região, que possui um clima quente e seco durante o verão.

A profissional ressalta a importância de manter os cuidados com a voz diariamente. “É por meio dela que podemos expressar nossos sentimentos e emoções, nos comunicar, além de ser instrumento de trabalho para a grande maioria da população”, destaca.

Conheça melhor os fatores que podem nos afetar no verão:

Disfonia

Conhecida popularmente como rouquidão, a disfonia é uma mudança na voz caracterizada pela alteração de seu timbre, tonalidade e volume, prejudicando a comunicação. Caso o quadro de rouquidão não persista, nem se agrave, ela pode ser evitada com hidratação adequada ao “ingerir no mínimo 7 a 8 copos de água por dia”, além disso, Leila ressalta que a água “não deve estar muito gelada devido ao risco de choque térmico, que pode levar à disfonia”.

Otite

É comum que as pessoas procurem se refrescar no rio, mar ou piscina, entretanto esses costumes marcados pelo período de calor podem afetar a saúde de todos, principalmente, de crianças. A profissional orienta a ter atenção, caso contrário, a água pode se acumular no ouvido gerando otite média: inflamação/ infecção no local, causando sintomas como dor forte, diminuição da audição, febre e secreção local. Se não for tratada, pode resultar na perda de audição.

Dicas para recuperar a voz após gritar, cantar ou falar muito:

• Beber bastante água durante o dia;

• Repouso vocal: poupar a voz o máximo possível, evitando até cantarolar;

• Não pigarrear: porque força e agride as cordas vocais;

• Não sussurrar: pois provoca tensão nas cordas vocais;

• Consumir gengibre, balas de menta e alguns remédios caseiros só camuflam os sintomas, pois tem efeito analgésico;

• Em caso de rouquidão que persista por mais de duas semanas o otorrinolaringologista deve ser consultado.

Olá!

Este é o blog Vida Saudável, um espaço focado nas melhores dicas e informações sobre saúde e bem-estar, tudo com a assinatura da gestão Pró-Saúde.

Aproveite!


Últimos posts

Ampliar fonte
Contraste