Setembro Amarelo: Hospital Estadual de Urgência e Emergência desenvolve ações sobre o tema

O Programa Qualidade de Vida do Colaborador, desenvolvido para os profissionais que atuam no Hospital Estadual de Urgência e Emergência, em Vitória (ES), abordou a prevenção ao suicídio.

A roda de conversa aconteceu nesta quinta-feira (20), no auditório da instituição, e faz parte do movimento Setembro Amarelo, que incentiva à sociedade em todo o mundo, a promover debates e rodas de conversas sobre o tema.

Convidada pelo hospital, a psicóloga Priscila Bolelli de Rezende falou sobre a importância do diálogo, evitar julgamentos e acompanhar de perto pessoas que apresentam fatores de risco como depressão, transtorno bipolar, esquizofrenia, entre outros.

No Brasil, o movimento Setembro Amarelo iniciou-se em 2015, com apoio do Centro de Valorização da Vida (CVV), Conselho Federal de Medicina (CFM) e da Associação Brasileira de Psiquiatria (ABP).

Ação lúdica

Para despertar a atenção de profissionais, pacientes e colaboradores sobre a prevenção ao suicídio, o hospital promoveu na última quarta-feira (19), uma ação lúdica nos corredores da unidade.

Durante a ação, as pessoas eram convidadas a depositar em uma lixeira uma palavra que representasse um sentimento ruim. A outra dinâmica consistia em pendurar em uma árvore, denominada “árvore dos sentimentos bons”, frases motivadoras. Para incentivar os participantes, na árvore constava a frase: “Na vida, somos todos semeadores. O que você quer semear hoje?”

Segundo o diretor-geral da unidade, Paulo Santos, a prevenção ao suicídio não pode ser um tabu, ao contrário, necessita ser debatido constantemente. “Todos nós estamos sujeitos a uma dor emocional, por isso, necessitamos ter essa percepção e empatia de ajudar pessoas, que normalmente estão ao nosso lado”, disse.

Deixe um comentário

avatar
  Subscribe  
Notify of