SES promove Oficina de Capelania no Hospital Getúlio Vargas

Profissionais e voluntários do Hospital Estadual Getúlio Vargas (HEGV), no Rio de Janeiro (RJ), participaram da primeira oficina de Capelania Hospitalar na unidade. O objetivo é, primeiramente, respeitar a opção religiosa do paciente, viabilizando de forma organizada a presença voluntária de diversas religiões no ambiente hospitalar. A iniciativa é da Assessoria de Humanização da Secretaria de Estado de Saúde (SES).

– Com a finalidade de desconstruir barreiras possivelmente existentes aos líderes religiosos em unidades de saúde, propusemos esse encontro a fim de garantir a representação de todas as religiões e, assim, fortalecer o direito à assistência religiosa que cada cidadão tem, se assim for de sua vontade. O paciente quando está internado recebe o tratamento medicamentoso, mas muitas pessoas ali tem uma crença e querem receber esse conforto espiritual durante sua internação – explica o coordenador da equipe de Humanização da SES, Rafael Guedes Fomerolli.

Além de levar atenção e amor ao próximo, o acolhimento espiritual também é um elemento de atuação dos voluntários que acompanham a rotina de pacientes internados. Capelães de diferentes doutrinas se dispõem a realizar visitas aos enfermos, orientados por um representante da unidade, levando palavras de conforto e orações. Esclarecer os direitos e limitações do ambiente hospitalar a essas pessoas foram alguns dos pontos abordados na palestra.

– É sempre importante contar com o trabalho voluntário daqueles que doam seu tempo na tentativa de amenizar a dor de alguém. Nós apoiamos a iniciativa integralmente – finalizou o diretor-geral do HEGV, Marcel Oliveira.

Deixe um comentário

avatar
  Subscribe  
Notify of