Serviço de Hemodinâmica do HRBA completa dez anos com mais de 7 mil atendimentos realizados

Em setembro de 2008, o Hospital Regional do Baixo Amazonas (HRBA), em Santarém (PA), inaugurou o setor de Hemodinâmica, responsável por oferecer serviços como cateterismo cardiovascular e cerebral, angioplastia coronariana e renal, arteriografia e aortografia. A Unidade é a única instituição de saúde a prestar esse tipo de atendimento no Oeste do Pará. Em dez anos, foram realizados 7.114 procedimentos.

Os números expressam a importância do serviço para o atendimento da população. “A Pró-Saúde, dentro do pioneirismo e dos avanços tecnológicos que é próprio da instituição, implantou esse serviço, que é fundamental, ainda mais em uma região como a de Santarém, que é muito carente e que tem uma população que dificilmente teria acesso a esse tipo de tecnologia, por conta da distância e da dificuldade de transporte”, afirma o diretor técnico do HRBA, Epifanio Pereira Filho.

Muito do sucesso do serviço oferecido pelo Hospital Regional se deve ao empenho e ousadia do médico hemodinamicista Jorge Hayashi, que desembarcou na Amazônia, há dez anos, para se dedicar a nova jornada e comandar a implantação da Hemodinâmica. “É um honra estar aqui. No início, foram muitas dúvidas, se eu realmente mudaria de São Paulo para cá, mas no decorrer do tempo, eu vi que a coisa era séria, que havia uma grande preocupação em dar condições de desenvolver um bom trabalho, e isso tem melhorado com o tempo. E a expectativa é de ampliar ainda mais, porque temos uma grande população que depende do serviço”, conta Hayashi.

A Unidade já foi reconhecida pelo Ministério da Saúde e o Hospital Moinhos de Vento, em 2017, pelas boas práticas dos procedimentos hemodinâmicos realizados, como forma de garantir um tratamento mais seguro, o que reduz o número de eventos adversos relacionados a esse procedimento. 
O reconhecimento foi fruto da participação no projeto Implantação do Programa de Segurança do Paciente e Desenvolvimento de Ferramentas de Gestão, Educação e Práticas Compartilhadas, desenvolvido por meio do Programa de Apoio ao Desenvolvimento Institucional do Sistema Único de Saúde (PROADI-SUS) para melhorar a segurança do paciente em hospitais públicos em todo o país, com base no Programa Nacional de Segurança do Paciente (PNSP).

Para o diretor-geral do Hospital Regional de Santarém, Hebert Moreschi, é importante reconhecer todos os avanços que já foram conquistados e, com base nisso, analisar o que ainda é preciso melhorar. “Nós temos números muito expressivos e a tendência é aumentar cada vez mais. Se existe uma qualidade que um ser humano possa ter, que é um diferencial, é fazer a diferença na vida das pessoas e, temos certeza, que a equipe que atua na Hemodinâmica faz a diferença. Atrás de cada paciente atendido, tem um pai, uma mãeou um filho, que está desesperado, angustiado”, reflete Moreschi. 

 

Hospital

O Hospital Regional do Baixo Amazonas é um estabelecimento de saúde especializado em casos de média e alta complexidades, reconhecido como um dos dez melhores hospitais públicos do Brasil, sendo referência para uma população de 1,1 milhão de pessoas residentes em 21 municípios do Oeste do Pará. A instituição é certificada pela Organização Nacional de Acreditação com o nível máximo de qualidade, a ONA 3 – Acreditado com Excelência.

Deixe um comentário

avatar
  Subscribe  
Notify of