Home » Redes para recém-nascidos reduz permanência na UTI

Redes para recém-nascidos reduz permanência na UTI

Os recém-nascidos prematuros ou abaixo do peso da maternidade do Hospital Estadual Rocha Faria, no Rio de Janeiro, contam com um método que utiliza redes nas incubadoras. A técnica, que simula o ambiente do útero materno, oferece ao bebê mais conforto, tranquilidade e estímulo motor.

 

Os bebês que passaram por essa experiência apresentaram ganho de peso e começaram a amamentação no peito mais rápido, acelerando o desenvolvimento e recuperação dos recém-nascidos.

Segundo Milierne Nascimento, coordenadora de Enfermagem da UTI Neonatal, “promover a semelhança de sensação intra-uterina e neuropsicomotora do bebê é o maior benefício desse método, diminuindo o tempo de permanência na UTI”.

Ampliar fonte
Contraste
Voltar para o topo da página - Pró-Saúde