Pró-Saúde participa de homenagem do FONIF ao Dia Nacional da Filantropia

Em mais uma ação de apoio à causa filantrópica, a Pró-Saúde participou na noite da última segunda-feira, 21/10, do Jantar Personalidade Emérita da Filantropia, evento promovido pelo Fórum Nacional das Instituições Filantrópicas (FONIF) em São Paulo. Representando a entidade, estiveram presentes o diretor Executivo-Geral, Miguel Paulo Duarte Neto, a diretora Corporativa Jurídica, Ana Cristina Fischer Dell’Oso, e a gerente Corporativa de Filantropia, Regina Victorino.

Evento reforça criação do Dia Nacional da Filantropia, data surgida por iniciativa do FONIF

Graças a uma iniciativa do FONIF, o dia 20 de outubro foi reconhecido no calendário nacional como o Dia Nacional da Filantropia, criado para promover a importância da atividade filantrópica para o país, e o jantar foi realizado para marcar a data, que agora aguarda apenas a sanção presidencial para ser formalizada.

Na ocasião, foram homenageadas três pessoas que há anos se dedicam ao fortalecimento da causa filantrópica no Brasil: Dr. Ives Gandra da Silva Martins, o Deputado Federal Antonio Brito e Dr. Sérgio Monello. Todos receberam das mãos do presidente do FONIF, Custódio Pereira, o título de personalidade emérita da filantropia, previsto no Estatuto Social do Fórum para reconhecer pessoas que se destacam na defesa do setor filantrópico.

“Estou profundamente sensibilizado de estar aqui com vocês. Eu pessoalmente, com toda a tranquilidade, acho que não mereço. Ela é para todos vocês, que exerceram um papel extraordinário neste caminho. Mas isso não elimina o fato de ter gostado muito, apreciado muito, estar muito feliz de receber esta homenagem de vocês”, disse Dr. Ives Gandra.

“Recebo esta homenagem com entusiasmo e muita felicidade. É importante servir e lutar por nossas causas, isso me estimula a voltar ao Congresso e rodar o Brasil para defender a filantropia”, afirmou o Deputado Federal Antonio Brito. “O Dia Nacional da Filantropia, dia 20 de outubro, foi coincidentemente o dia da primeira missa de Santa Dulce dos Pobres que criou a maior obra social filantrópica do Norte e Nordeste”, destacou.

Dr. Sérgio Monello tem 53 anos de atividades no setor filantrópico e disse ter sido uma grande emoção receber a homenagem, como um reconhecimento da classe. Sobre a defesa das imunidades nas entidades filantrópicas, opinou: “A gente não pode dormir, tem que estar atento e se unir em defesa dos mais pobres e mais necessitados. Até mesmo os assistidos devem se levantar nesta defesa da causa filantrópica. O FONIF está fazendo este papel, está se tornando conhecido e ajudando a sociedade”.

Fonte: FONIF

Ampliar fonte
Contraste