Oncológico Infantil se torna único hospital público de câncer infantojuvenil com certificação de qualidade no País

O Hospital Oncológico Infantil Octávio Lobo, em Belém (PA), conquistou uma certificação inédita para o segmento de hospitais públicos brasileiros especializados em câncer infantojuvenil: nesta semana, foi reconhecido com o selo ONA 2 – Acreditado Pleno, concedido pela Organização Nacional de Acreditação (ONA), que certifica a qualidade de serviços de saúde no Brasil, com foco na segurança do paciente. 

A homologação da certificação do único hospital especializado em câncer infantil na região foi anunciada após auditoria realizada no mês de junho, pela equipe da Fundação Vanzolini. Credenciada pela ONA para avaliação da qualidade de serviços prestados em estabelecimentos de saúde no País, a equipe de avaliadores destacou, entre vários pontos, a integração de processos de gestão na unidade e a inovação no cuidado com o paciente oncológico.

“Tivemos a oportunidade de analisar processos e conversar com vários colaboradores e vimos o quanto as pessoas que estão aqui são comprometidas com a organização e de uma forma muito criativa, inovadora e humanizada, entregam um serviço assistencial diferenciado para as crianças e seus familiares”, declarou a avaliadora líder, Célia Maria Costa.

Para a médica Erika Figueiredo, do setor de Qualidade e Segurança do Paciente da unidade, o comprometimento tem sido o diferencial para a evolução dos resultados de gestão no Oncológico Infantil. “Ganhamos o ONA 2 com louvor e isso é gratificante porque é resultado de um trabalho em parceria de todos que estão aqui”, disse ela. 

Assim como o Hospital Público Estadual Galileu (HPEG), que já possui esta certificação, a unidade infantil também é gerida pela Pró-Saúde Associação Beneficente de Assistência Social e Hospitalar. 
Para a diretora-geral do Oncológico Infantil, Alba Muniz, a satisfação dos usuários, os números de atendimentos e as outras conquistas alcançadas pela unidade são resultados da dedicação diária dos colaboradores da unidade. “Esse é um hospital que está à frente no que faz, porque assumimos um compromisso diário de mudar a vida das pessoas que fazem tratamento aqui, trabalhando sempre mais e melhor”, ressaltou a diretora-geral.
 
 Compromisso
 
Inaugurado em 2015 e desde então sob gestão da Pró-Saúde, por meio de contrato de gestão com a Secretaria de Estado de Saúde Pública do Pará (Sespa), o Hospital Oncológico Infantil atende, gratuitamente, cerca de 900 crianças e adolescentes, na faixa etária de zero a 19 anos, e é a referência para o diagnóstico e tratamento especializado do câncer infantojuvenil no Pará.
Em 2017, foram mais de 270 mil atendimentos realizados e 97% de aprovação dos usuários. É o caso de Beatriz Lima, mãe do pequeno Arthur, de 3 anos. Depois de 5 meses de tratamento, ela agradece por poder ver o filho brincando novamente. “Passamos por várias situações desde que saímos de Capitão Poço. Graças a Deus, as quimioterapias tiveram bons resultados e hoje ele está bem. Até melhor do que antes”, conta ela.
Com a conquista do Selo ONA 2, o Oncológico Infantil se junta ao Hospital Público Estadual Galileu (HPEG), obtendo o segundo entre os três níveis de acreditação.
Outras cinco unidades públicas de saúde do Pará possuem certificações junto à ONA. Os hospitais regionais Público da Transamazônica (HRPT), em Altamira, e do Baixo Amazonas (HRBA), em Santarém, ambos gerenciados pela Pró-Saúde, são os únicos Acreditados com Excelência (ONA 3), reconhecimento máximo concedido pela Organização Nacional de Acreditação.

Deixe um comentário

avatar
  Subscribe  
Notify of