Mulheres representam 70% da liderança em gestão no Hospital Regional de Santarém

Para celebrar o Dia Internacional da Mulher, unidade organizou programação especial para pacientes, acompanhantes e colaboradoras

As mulheres estão ganhando cada vez mais espaço no mercado de trabalho. No Hospital Regional do Baixo Amazonas (HRBA), unidade gerenciada pela Pró-Saúde em Santarém, as mulheres representam 70% da composição de colaboradores em funções de gestão. De um total de 59 gestores, 42 são mulheres, distribuídas em cargos de gerência, supervisão, coordenação, encarregadas e direção.

A liderança feminina no Regional de Santarém acompanha os dados gerais da administração da Pró-Saúde em 23 hospitais espalhados pelo Brasil, onde sete em cada dez profissionais da instituição são mulheres. O HRBA conta com a atuação de 1.239 profissionais, sendo 887 mulheres (71,59%) e 352 homens (28,41%).  Esses dados refletem os valores e a missão da entidade em garantir uma assistência humanizada, praticando a inclusão e a igualdade de gêneros.

“Hoje é um dia muito especial no Regional do Baixo Amazonas, que é referência na região Norte do País. O trabalho desempenhado pelas nossas colaboradoras permite a construção de um hospital melhor a cada dia, por meio da prestação de um serviço de excelência à população. Por esta dedicada atuação, as mulheres merecem ser valorizadas e reconhecidas por todo seu trabalho. Obrigado a todas essas mulheres, que transformam o HRBA em um hospital respeitado e de credibilidade”, agradece o diretor Hospitalar, Hebert Moreschi.

A Pró-Saúde, uma das maiores gestoras de serviços hospitalares do País, lançou nesta semana sua campanha para o Dia Internacional da Mulher, celebrado em 8 de março, com o slogan “Somos protagonistas na qualidade e excelência da Pró-Saúde”. O foco é a diversidade e conquistas das mulheres no segmento da saúde brasileira.

 

Programação em Santarém

Em alusão à campanha da entidade e para celebrar o Dia Internacional da Mulher, comemorado no próximo domingo (8), o Regional de Santarém organizou uma programação especial voltada para colaboradoras, usuárias e acompanhantes, com atendimentos de cuidados com a beleza, corte de cabelo, massagem e entrega de lembrancinhas. Todas as ações foram realizadas por voluntários cadastrados na instituição.

A paciente Celeste Miranda, 59 anos, que está internada há 20 dias na unidade em tratamento contra icterícia (coloração amarela na pele ou nos olhos causada pelo excesso de bilirrubina), aproveitou a programação para cuidar das unhas. “Como a gente não pode sair por enquanto, receber essas ações são ótimas para nosso bem-estar. Nos sentimentos muito bem tratadas e vou aproveitar a ação para fazer tudo o que puder”, brincou a paciente. O HRBA é uma unidade do governo do Estado do Pará, que presta atendimento 100% gratuito.

A programação também contou com uma roda de conversa sobre empoderamento feminino. “Queremos fortalecer a presença feminina hoje no mercado de trabalho e destacar que ao longo do tempo, essa presença se consolida ainda mais, principalmente na área da saúde. O fato de termos 70% de representatividade feminina em nosso hospital evidencia a dedicação e comprometimento de cada uma de nós. Essa posição de hoje não veio do nada, foi e tem sido uma conquista”, destacou Thalita Gambôa, que é um exemplo de liderança feminina, atuando como coordenadora de Recursos Humanos no HRBA.

 

Atendimentos do HRBA em 2019

Atendendo a uma população estimada em 1,3 milhão de pessoas, de 28 municípios da região Oeste do Pará, o HRBA realizou 869.701 mil atendimentos em 2019, entre internações, cirurgias, consultas, exames e urgência e emergência. A unidade já realizou 56 transplantes de rins e alcançou a marca de 131 órgãos captados.

Reconhecido como um dos dez melhores hospitais públicos do Brasil, o HRBA iniciou o ano de 2020 com a renovação do certificado ONA 3 – Acreditado com Excelência – maior certificação nacional de acreditação hospitalar, que assegura o padrão de segurança e qualidade no atendimento aos usuários do Sistema Único de Saúde (SUS).

O hospital presta serviço 100% referenciado, atendendo a demanda originária da Central de Regulação do Estado, sendo referência no Norte do Brasil quando o assunto é tratamento de câncer.  Credenciado pelos Ministérios da Saúde e da Educação, a unidade também é referência no ensino e pesquisa, com contribuição na formação de 83 residentes médicos e 62 residentes multiprofissionais.