Materno-Infantil de Barcarena destaca a importância da gestão hospitalar no atendimento à população

No dia do Administrador Hospitalar, unidade evidencia o papel deste profissional na saúde pública brasileira

Nesta terça-feira, 14 de julho, é comemorado o Dia do Administrador Hospitalar, data que remete à São Camilo de Lellis, santo patrono dos enfermos e dos hospitais, segundo os católicos. A data também evidencia a importância desse profissional, que diariamente, atua na gestão hospitalar em unidades de todo o país.

O Hospital Materno-Infantil de Barcarena Dra. Anna Turan (HMIB), gerenciado pela Pró-Saúde no interior do Pará, destaca a importância da gestão hospitalar e da profissão para a qualidade da assistência no atendimento às gestantes de médio e alto risco. A maternidade aponta, ainda, a atuação deste profissional como agente transformador voltado à necessidade da população.

A unidade é referência do atendimento de alta e média complexidades para a região do Baixo Tocantins, e desde a sua inauguração, em setembro de 2018, até a maio deste ano, já realizou mais de 110 mil atendimentos, entre consultas, exames, internações e avaliação multiprofissional. Atendimento que é acompanhado de boas práticas humanizadas às gestantes, mães e bebês, além de ações que promovem o ensino e aprendizagem voltado ao cuidado da família.

De acordo com Fábio Machado, administrador e diretor Hospitalar do Materno-Infantil de Barcarena, a gestão e administração de serviços públicos em uma maternidade implica em entender a complexidade de uma unidade hospitalar e o impacto dessa estrutura para a comunidade assistida.

“A maternidade trabalha para proporcionar uma experiência única para a mulher: ser mãe. Mas também acolhe a família nesse processo. Então a gestão engloba administrar um hospital para entregar o melhor resultado a todos. Isso é possível por meio de dispositivos e ferramentas de gestão que abrangem a humanização do atendimento, os investimentos em estrutura e tecnologia e soma de profissionais capacitados na assistência”, afirma o diretor Hospitalar.

O profissional ressalta ainda que a gestão hospitalar requer constante aprendizado e aprimoramento para aperfeiçoar os processos e garantir uma assistência de excelência. “Esse aperfeiçoamento trabalha o atendimento e os serviços, mas também ações educativas, campanhas que envolvem a comunidade e o paciente, projetos sociais com mães, crianças e gestantes. Assim, podemos gerir os recursos, alcançando mais pessoas, com diferentes abordagens, e facilitar o acesso ao sistema de saúde”, finaliza.