Home » Humanização contribui para a qualidade do atendimento hospitalar no HRBA

Humanização contribui para a qualidade do atendimento hospitalar no HRBA

Nesta quarta-feira (5), comemora-se o Dia Nacional da Saúde. A data serve para reafirmar a importância do constante aperfeiçoamento dos profissionais e instituições de saúde brasileiras, como forma de oferecer tratamentos mais completos e eficientes. Mas, para que isso aconteça, é preciso colocar a humanização em prática.

No Hospital Regional do Baixo Amazonas (HRBA), administrado pela Pró-Saúde, sob contrato com a Secretaria de Estado de Saúde (Sespa), “o atendimento humanizado é item fundamental da gestão de qualidade do hospital e implica integração profissional para que se ofereça serviços de excelência em saúde pública”.  Nesse contexto, “a alma do tratamento humanizado é o respeito às pessoas – sejam pacientes ou profissionais do hospital, lembrando-se que a assistência médico-hospitalar implica pessoas cuidando de pessoas”, diz o diretor geral do HRBA, Hebert Moreschi.

Para o paciente, o tratamento humanizado significa uma recuperação mais rápida e satisfatória. Para o hospital, uma maior rotatividade de leitos, já que os usuários ficam menos tempo na internação. “A humanização não é só o tratamento cordial, é, também, um tratamento efetivo, de resultado para a saúde da pessoa em tratamento. O paciente curado e satisfeito”, afirma a Diretora de Enfermagem do HRBA, Daniella Mengon.

O Hospital Regional do Baixo Amazonas tem várias ações permanentes de humanização. A Rádio HRBA, fundada em 2011, por exemplo, além de difundir informações úteis para os públicos do hospital, torna o ambiente mais tranquilo e amigável, quebrando o clima comum ao espaço hospitalar.  E o projeto ‘ABC Brincando no HRBA’ proporciona educação dentro do hospital, possibilitando às crianças em tratamento atividades condizentes com suas necessidades e condições de saúde.

Sediado em Santarém, o hospital atende a população de 20 municípios da Região do Baixo Amazonas. É o único centro de saúde especializado em oncologia do interior da Amazônia; possui a certificação nível três da ONA – Organização Nacional de Acreditação, o que atesta sua gestão de excelência e alta resolutividade médica. Hoje, a taxa média de satisfação de usuários, principalmente dos pacientes internados, entre janeiro a junho deste ano, foi de 85,89 por cento e a dos pacientes externos ficou em 84,58 por cento. Além disso, o HRBA é um hospital de ensino, abrigando acadêmicos em um programa de Residência Médica.

Ampliar fonte
Contraste
Voltar para o topo da página - Pró-Saúde