Home » HRPT reutiliza material para confeccionar óculos de proteção para bebês com Icterícia

HRPT reutiliza material para confeccionar óculos de proteção para bebês com Icterícia

Para proteção dos olhinhos dos bebês que estão em tratamento de fototerapia, devido à Icterícia, o Hospital Regional Público da Transamazônica, em Altamira/PA, reutiliza materiais que seriam descartados. Espuma de colchão e pedaço de manta SMS, utilizados na Central de Material Esterilizado (CME), são reaproveitados para confeccionar os óculos, a produção acontece na própria instituição.  

Dona Francilene Macieira, é a costureira responsável pela produção do material que, em suas mãos, ganham forma e beneficia os bebês. Os óculos são confeccionados de acordo com a demanda, mantendo-se um estoque de 20 óculos conforme os tamanhos.

A Icterícia é uma condição comum em recém-nascidos e refere-se a cor amarela da pele e do branco dos olhos, que é causada pelo excesso de bilirrubina no sangue. A bilirrubina é um pigmento normal, amarelo, gerado pelo metabolismo das células vermelhas do sangue. A criança fica Ictérica quando a formação da bilirrubina é maior do que a capacidade do seu fígado de metabolizá-la.

O sintoma normalmente aparece no segundo ou terceiro dia de vida da criança. Começa pela cabeça e progride para baixo, a pele do bebê fica amarela, primeiramente na face, depois no tórax, no abdômen e, finalmente, nas pernas. Podendo também o branco dos olhos apresentar tom amarelado. Se não tratada á tempo pode causar lesão cerebral deixando sequelas para a vida toda.

Ampliar fonte
Contraste
Voltar para o topo da página - Pró-Saúde