Home » HRBA desenvolve campanha sobre a importância do controle de pragas e vetores no ambiente hospitalar

HRBA desenvolve campanha sobre a importância do controle de pragas e vetores no ambiente hospitalar

O Serviço de Higiene e Limpeza (SHL) do Hospital Regional do Baixo Amazonas (HRBA) realizou uma campanha interna nos dias 15 e 16 de julho para difundir medidas de prevenção e controle de “animais sinantrópicos” no ambiente do hospital. Assim chamados, são os animais comuns aos ambientes urbanos – baratas, formigas, moscas, pernilongos – que podem transmitir doenças, estando presentes também no ambiente hospitalar.

A Campanha de Controle de Pragas é realizada todo ano, com objetivo de conscientizar sobre a importância de prevenir a entrada de pragas no ambiente hospitalar. “Orientamos colaboradores e acompanhantes para que adotem medidas preventivas, como não deixar alimentos sobre as mesas ou em pias, para que essas pragas não entrem no hospital e causem problemas”, explica a coordenadora do SHL, Ádrea Moreira.

Insetos, dentro dos hospitais, podem transmitir infecções, pois contaminam por onde passam, levando bactérias e partículas virais e infecciosas de um paciente para outro; podem atuar, também, como vetores de doenças. “O mosquito transmissor da dengue e da malária é um exemplo clássico”, explica a coordenadora da Comissão de Controle de Infecção Hospitalar (CCIH) do HRBA, a médica infectologista Mariana Quiroga.

O acúmulo de resto de alimentos e lixo fora do local adequado atraem formigas e outras pragas em qualquer local; “podemos não conseguir eliminar formiga, por exemplo, mas podemos impedir que elas sejam atraídas para dentro do hospital”, comenta Mariana.

Durante a campanha, uma equipe, vestindo fantasias desses animais, percorreu todos os setores do HRBA alertando sobre a “oferta de condições para que essas pragas se abriguem no hospital” – acrescentou Mariana. Cada “animal” deixou o seu recado e mostrou as medidas preventivas necessárias para evitar a infestação de pragas e evitar riscos de saúde e o bem estar dos usuários do hospital.

Ampliar fonte
Contraste
Voltar para o topo da página - Pró-Saúde